A geografia das Europeias
Os portugueses foram a votos para escolher os seus representantes no Parlamento Europeu e os resultados obtidos mostram um novo mapa eleitoral do país.
Grupo Marktest,  23 junho 2009

placeholder Realizaram-se em Portugal no dia 7 de Junho as eleições para o Parlamento Europeu. Estas eleições registaram uma das maiores taxas de abstenção de sempre: apenas 36.8% dos eleitores foram às urnas, o que significa que a abstenção atingiu os 63.2%. Em eleições Europeias, este valor é apenas suplantado pelas eleições de 1994, quando 64.5% dos inscritos no Recenseamento não foram votar."

Entre as 4260 freguesias existentes em território nacional, os 630 inscritos na freguesia de Castanheira do Vouga (concelho de Águeda) não exerceram o seu direito de voto, ao passo que os eleitores da freguesia de Arga de São João (concelho de Caminha) foram os mais participativos, pois 73.4% deles não faltou a este acto eleitoral. Entre as freguesias que votaram, os residentes em Castro Daire foram os mais abstencionistas, pois apenas 218 dos 4137 recenseados (5.3%) foram votar.

Os dados divulgados pela Direcção Geral da Administração Interna - Administração Eleitoral permitem verificar que a participação eleitoral é maior a Sul do Tejo, sendo os residentes nos distritos de Vila Real e Bragança os menos participativos. Esta situação não é muito diferente da observada nas anteriores eleições europeias, realizadas em 2004, embora se observe que a taxa de participação baixou em todo o país. Nesse ano, a taxa de abstenção havia também sido muito elevada, de 61.4%.

O PSD foi o partido vencedor destas eleições. Recolheu 1 129 243 votos, o que correspondeu a 31.7% do total de votos. O PS obteve 946 475 votos (26.6%), o Bloco de Esquerda 382 011 (10.7%), o PCP-PEV 379 707 (10.7%) e o CDS-PP 298 057 (8.4%). Os restantes partidos recolheram, em conjunto, 426 009 votos (12.0%), tendo havido 236 075 votos em branco ou nulos (6.6%).

O PSD foi o partido mais votado em 2793 freguesias, tendo sido na freguesia de Curros (concelho de Boticas) que obteve a maior percentagem de votos. Nesta freguesia, 89.4% dos 47 votantes deram a vitória a este partido.

O PS ganhou em 1270 freguesias, tendo sido em Pinheiro Novo (concelho de Vinhais) que a votação teve maior expressão, pois recolheu 37 dos 46 votos da freguesia (80.4%).

O PCP-PEV foi o partido mais votado em 185 freguesias, tendo obtido maior expressão em Maranhão (concelho de Avis), ao recolher 15 dos 19 votos (79.0%) da freguesia.

O CDS-PP venceu em 7 freguesias, tendo sido no Souto (concelho de Arcos de Valdevez) que recebeu maior percentagem de votos, com 50.7% (137 dos 270 votos da freguesia).

O BE, pelo seu lado, foi maioritário em 4 freguesias, tendo sido em Cidadelhe (concelho de Pinhel) que o seu peso foi mais significativo, pois recolheu 18 dos 28 votos da freguesia (64.3%).

A análise dos resultados da Direcção Geral da Administração Interna permite verificar como a geografia eleitoral se modificou entre as duas eleições europeias e como o rio Tejo constitui uma fronteira natural e política do país.

Os resultados destas eleições estarão em breve disponíveis ao nível da freguesia no sistema de informação Sales Index da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • QSP Summit

    O QSP SUMMIT afirma-se como a mais relevante Conferência de Management e Marketing da Europa.

    28 a 30 de junho de 2022

    QSP - Consultoria de Marketing

    Feira Internacional do Porto, Matosinhos

    info@qspsummit.pt

  • Data Science Analytics Course

    Curso online, dirigido a todos os profissionais e empresas de estudos de mercado, que queiram entender melhor o campo florescente da Data Science.

    30 de junho de 2022

    APODEMO em colaboração com a MRS

    apodemo@apodemo.pt