2,2 milhões em sites de educação
Segundo os resultados do estudo Netpanel meter da Marktest, 2,2 milhões de internautas navegaram a partir de casa em sites de educação nos cinco primeiros meses de 2009.
Grupo Marktest,  25 junho 2009

placeholderDe Janeiro a Maio de 2009, foram 2 227 mil os residentes no Continente com 4 e mais anos que acederam a sites de educação a partir de casa, o que corresponde a 54.1% dos internautas nacionais.

Neste período, foram visitadas 104 milhões de páginas de sites de educação, uma média de 47 por utilizador. O tempo total de navegação nestes sites ultrapassou as 774 mil horas, uma média de 21 minutos por utilizador.

O site prof2000.pt liderou em utilizadores, enquanto o sigarra.up.pt foi líder em páginas e o www.ualg.pt liderou em tempo de acesso.

O prof200.pt recebeu durante os primeiros cinco meses do ano 498 mil visitantes diferentes. Em segundo ficou o sigarra.up.pt, com 233 mil utilizadores únicos e em terceiro o www.brasilescola.com, com 224 mil utilizadores únicos.

placeholder

O sigarra.up.pt liderou em páginas visitadas, com 6 milhões, seguido do woc.uc.pt, com 4 milhões e do www.isa.utl.pt, com 3,3 milhões de páginas.

placeholder

Já em tempo despendido, a liderança foi do www.ualg.pt, com 34 640 horas. O sigarra.up.pt ficou em segundo, com 32 878 mil horas e em terceiro o woc.uc.pt, com 19 853 mil horas.

placeholder

A análise tem como base informação do Netpanel meter da Marktest, um estudo que analisa o comportamento dos internautas portugueses a partir de um painel de utilização doméstica. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais
  • QSP Summit

    O QSP SUMMIT afirma-se como a mais relevante Conferência de Management e Marketing da Europa.

    28 a 30 de junho de 2022

    QSP - Consultoria de Marketing

    Feira Internacional do Porto, Matosinhos

    info@qspsummit.pt

  • Data Science Analytics Course

    Curso online, dirigido a todos os profissionais e empresas de estudos de mercado, que queiram entender melhor o campo florescente da Data Science.

    30 de junho de 2022

    APODEMO em colaboração com a MRS

    apodemo@apodemo.pt