MediaMonitor TV Tops
MediaMonitor,  20 setembro 2005
placeholder Entre 5 e 11 de Setembro a novela Ninguém Como Tu continua a deter a preferência dos portugueses. Na segunda posição surge outro programa da TVI, O Prédio do Vasco com 14.2% de audiência média 37.6% de share. O Futebol da SuperLiga ocupa o terceiro posto com a transmissão do jogo entre o Fc Porto e o Rio Ave. Na sexta posição surge o primeiro programa da SIC a estreia de Malucos na Praia com 13.3% de audiência média e 30.8% de share.

placeholder

A Vodafone e a Optimus continuam nos 1º e 2º lugares, respectivamente, do Top marcas da semana, seguindo-se as entradas novas do BES da Peugeot e da Cofidis.

placeholder

No Top anunciantes o primeiro lugar é ocupado pela entrada da Lactogal e as marcas que ocupam os 2º, 3º e 4º lugares desceram apenas uma posição sendo que a Procter & Gamble se mantém no 5º lugar do ranking.

placeholder

A agência criativa Euro RSCG MRT mantém-se firme na 1ª posição da tabela seguida pela McCann Erickson e pela BBDO Portugal, o 4º lugar passa a ser ocupado pela Ogilvy & Mather e o 5º pela J.Walter Thompson que desceu 2 lugares.

placeholder

Entre 5 e 11 de Setembro, as eleições presidenciais continuam como destaque apesar de estarmos em vesperas de eleições autarquicas.

Na 1ª posição temos o Primeiro-ministro José Sócrates. O destaque vai para o Fórum Novas Fronteiras onde o primeiro-ministro fez o balanço dos primeiros meses de governo e para a boa notícia segundo a qual a economia portuguesa terá crescido 0.5% no último trimestre. José Sócrates participou também na cerimónia de demolição das torres de Tróia que marca o início de um investimento de milhões de euros na península de Tróia, investimento do Grupo Sonae.

Na 2ª posição temos Marques Mendes, líder do PSD. O destaque da sua intervenção vai para a crítica ao governo, as políticas ou ausência de políticas e com destaque para as questões de âmbito económico.

Na 3ª posição temos o Ministro da Defesa Luís Amado. O destaque vai para a polémica criada em torno da reforma do sistema de saúde dos militares e à proibição das manifestações de protesto devido ao estatuto militar, que proíbe manifestações de natureza sindical.

Os outros grandes temas da semana foram:

Nos últimos dias, entraram 3 candidatos para a corrida a Belém mas Cavaco Silva continua sem oficializar a sua candidatura. PS aprova a candidatura de Mário Soares com grande maioria.
O Governo calcula que Portugal precisa de mais 500 médicos de família. Vão ser contratados profissionais estrangeiros. A venda de medicamentos fora de farmácia vai ser assegurada por um técnico de saúde ou farmacêutico.
O Governo anuncia que vai ser alterada a estrutura de combate a sinistros e uma das medidas será criar um corpo especial de Bombeiros Profissionais do Estado, já no próximo ano, Portugal vai ter uma frota própria de aviões de combate aos fogos. A vigilância de matas e florestas vai ser entregue à GNR.
Santana Lopes abandona a CM de Lisboa para regressar ao Parlamento e à advocacia As poupanças vão voltar a dar benefícios fiscais. Todos os ministérios vão ter um funcionário a controlar as contas. São as linhas de força do orçamento 2006.
No desporto, Portugal empata com a Rússia em Moscovo garantindo praticamente o apuramento para o Mundial de 2006 na Alemanha.
Sporting CP vence o SL Benfica no derby da cidade de Lisboa contribuindo para o mau início de campeonato dos encarnados.

placeholder

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais