Cavaco e Sócrates: expectativa de bom entendimento
Grupo Marktest, 23 março 2006

placeholderNo Barómetro Marktest/DN/TSF, de Fevereiro, os residentes em Portugal Continental com 18 e mais anos foram convidados a dar a sua opinião acerca do relacionamento futuro entre o Primeiro-Ministro José Sócrates e o Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

A maioria dos inquiridos tem a ideia clara de que o novo Presidente da República será mais interveniente, comparativamente aos seus antecessores.

De facto, 60.5% considera que Cavaco Silva será mais interveniente e 13.2%, pensam que a sua intervenção será igual à dos antecessores. Apenas 8.5% diz que o novo Presidente será menos interveniente e 17.8% não sabe ou não responde à questão.

placeholder

No que respeita à relação que irá estabelecer-se entre o Primeiro-Ministro, José Sócrates, e o Presidente da República, a maioria dos inquiridos considera que ambos irão entender-se Bem (58.7%). Há ainda 9.5% que prevê que esta relação será Muito Boa.

No entanto, para 16.1% dos entrevistados, a relação entre Cavaco Silva e José Sócrates será Má ou mesmo Muito Má, para 2.5%, havendo 13.3% que não sabe ou não responde à questão.

placeholder

O Barómetro Marktest/DN/TSF é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro e contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais