A relevância da guerra para as TVs

Segundo dados da MediaMonitor, nas três primeiras semanas de conflito no Iraque (de 17 de Março a 6 de Abril de 2003), os quatro canais nacionais de TV dedicaram ao tema 74.2% do seu tempo total de emissão. A guerra no Iraque surge assim como o assunto mais relevante para o conjunto dos canais.

No período em análise foram veiculadas 3657 notícias sobre o conflito no Iraque. Este tema ocupou mais de 147 horas de emissão, o que corresponde a 74.2% do total. Esta importância tem sido, no entanto, decrescente ao longo das três primeiras semanas de combates efectivos: entre 17 e 23 de Março (recorde-se que os conflitos se iniciaram a 19 de Março) o tema ocupou 79.7% do tempo noticioso, de 24 a 30 de Março foi-lhe dedicado 76.7% desse tempo e de 31 de Março a 6 de Abril a relevância baixa para os 63.6% do total, ainda assim um valor bastante significativo.

No conjunto destas três semanas, o canal que maior relevância deu ao assunto foi a RTP2, já que o tema ocupou 80.1% do total da sua emissão informativa. A SIC foi o segundo canal a dar-lhe maior importância relativa, com 79.7%, seguida da TVI com 71.7% e da RTP1 com 70%. Estas posições sofrem ligeiras oscilações ao longo do período, destacando-se a SIC na segunda e na terceira semana, como o canal que maior relevância deu à Crise Iraquiana.

Já quanto ao tempo total de emissão informativa dedicada a este tema, foi a RTP1 o canal que mais cobertura lhe deu: no total das três semanas, emitiu mais de 47 horas sobre o assunto, num total de 1138 notícias. A TVI foi o segundo canal a dedicar-lhe mais tempo de informação, com perto de 41 horas em 1108 notícias, seguida da SIC, com 40 horas e 21 minutos e 1087 notícias e da RTP2, com perto de 19 horas e 324 notícias (recorde-se que na RTP2 é considerado apenas um bloco noticioso). Estas posições mantêm-se mais ou menos estáveis ao longo das três semanas, com a RTP1 a ocupar sempre o primeiro lugar e a RTP2 o último. A SIC ocupa o terceiro lugar na primeira semana atrás da TVI, mas nas outras semanas seguintes é o segundo canal a dar maior cobertura noticiosa do caso.

A análise foi efectuada com base no serviço Telenews da MediaMonitor.



Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais