3,8 milhões de portugueses jogam no euromilhões

O euromilhões atrai mais de 3,8 milhões de portugueses, segundo os dados do estudo Consumidor da Marktest. Conheça o seu perfil.

Grupo Marktest,  3 outubro 2006

Em 2005, o Consumidor contabiliza 3 806 mil indivíduos que costumam jogar no euromilhões, um número que representa 45.8% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Na análise deste indicador, a ocupação e a idade são as variáveis mais dicriminantes, pois são as que revelam maiores diferenças de comportamento entre os indivíduos.

A maior adesão a este jogo é encontrada junto dos empregados dos serviços, comércio e administrativos, pois 63.2% afirma tentar a sorte no euromilhões, tal como 58.4% dos trabalhadores qualificados.

Os homens apresentam um valor superior às mulheres, 53.6% e 38.7%, respectivamente. Por idades, é entre os 25 e os 34 anos que é maior a probabilidade de encontrarmos adeptos deste jogo, pois 57.3% dos indivíduos desta faixa etária diz costumar jogar no euromilhões.

Por região, vemos que é na Grande Lisboa que o jogo regista mais adeptos, já que 57.5% dos seus residentes diz costumar jogar. Entre as classes sociais, é na classe média que é maior a taxa ds que dizem costumar jogar no euromilhões, 54.5%.

Pelo contrário, registam-se valores inferiores à média do universo junto dos mais jovens e dos mais idosos, dos residentes no litoral e interior norte, dos inactivos e dos pertencentes à classe social baixa.

Uma análise do perfil dos portugueses que costumam jogar no euromilhões mostra ainda que 42.6% deles residem nas regiões da Grande Lisboa ou do Interior Norte, 55.9% são do sexo masculino, 42.4% têm entre 25 e 44 anos, 62.5% pertencem às classes sociais média ou média baixa e 42.0% são reformados ou exercem ocupações como trabalhadores qualificados.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais