Cerca de 1.5 milhões de portugueses frequentam ginásios

Os dados do estudo Consumidor da Marktest, mostram, no Continente, uma tendência de aumento na frequência de ginásios.

Grupo Marktest,  3 abril 2007

A edição de 2006 do estudo Consumidor contabiliza 1 489 mil indivíduos que frequentam ginásios/clubes/health clubes/academias, um número que representa 17.9% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

Apesar das oscilações entre 2000 e 2006, observa-se neste último ano a percentagem de frequentadores de ginásios/clubes/health clubes/academias mais elevada. Se em 2000, esta percentagem não ia além de 14.9%, em 2006 ela chega a 17.9%.

Apesar da proximidade percentual, as mulheres são as que mais frequentam os ginásios, com 19.6%, contra 16.1% de homens.

Os jovens dos 15 aos 17 anos são os que apresentam o valor mais elevado, seguido dos indivíduos entre os 18 e os 24 anos com 38.7% e 29.9%, respectivamente. Segue-se a população entre os 25 e os 34 anos com 24.9%.A partir dos 35 anos, a percentagem de frequência nos ginásios vai diminuindo, até que nos indivíduos com mais de 64 anos este valor não vai além dos 6.2%.

Entre as regiões são observadas menores diferenças, embora os residentes no Grande Porto e Grande Lisboa e se destaquem dos restantes com 27.2% e 24.6%, respectivamente.

Na análise por ocupação destacam-se os estudantes, em que 34.9% deles frequentam ginásios/clubes/health clubes/academias, bem como os quadros médios e superiores, com 31.2%. Os valores mais baixos estão com as domésticas e os reformados/desempregados, com 10.7% e 10.6%, respectivamente.

Nas classes sociais, os valores oscilam entre os 28.9% de frequentadores de ginásios na classe alta/média alta e os 8.3% junto dos indivíduos da classe baixa.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais