Marktest disponibiliza 2ª vaga de 2009 do Bareme Rádio
A Marktest acaba de lançar os resultados do 2º trimestre de 2009 do estudo Bareme Rádio, que mostram que a audiência acumulada de véspera para o meio rádio é de 57.3%.
Grupo Marktest,  15 julho 2009

placeholderSegundo os resultados agora divulgados pela Marktest relativos ao segundo trimestre de 2009, a RFM mantém-se como a estação de rádio mais ouvida em Portugal, com um reach semanal de 31.1%, uma audiência acumulada de véspera de 16.0% e 24.9% de share de audiência. A Rádio Renascença obtém 19.4% de reach semanal, 8.9% de audiência acumulada de véspera e 13.4% de share de audiência.

A estas duas estações do Grupo Renascença, segue-se a Rádio Comercial, Grupo Media Capital Rádio, com 19.1% de reach semanal, 7.3% de audiência acumulada de véspera e 9.6% de share de audiência e a Antena 1, do Grupo RDP, com 10.7% de reach semanal, 4.9% de audiência acumulada de véspera e 6.2% de share de audiência (consultar quadro).

Por Grupos de estações, o Grupo Renascença assegurou 42.0% de share de audiência, com um reach semanal de 50.0% e 26.8% de audiência acumulada de véspera. As estações do Grupo Media Capital Rádio registaram 36.1% de reach semanal, 15.8% de audiência acumulada de véspera e 22.3% de share de audiência. As estações do Grupo RDP obtiveram um reach semanal de 18.4%, com 8.7% de audiência acumulada de véspera e 11.1% de share de audiência. A TSF obteve um share de 5.0%, com 4.5% de audiência acumulada de véspera e 10.1% de reach semanal.

Segundo os dados do Bareme Rádio, 83.4% dos residentes no Continente com 15 e mais anos contactaram com este meio pelo menos uma vez durante a semana (período de sete dias) e 57.3% ouviram rádio na véspera.

A análise tem como base os resultados do segundo trimestre de 2009 do estudo Bareme Rádio da Marktest, que analisa o comportamento dos residentes no Continente, com 15 e mais anos, relativamente ao meio rádio. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais