Publicidade na TV em 2001

Em 2001 os três canais generalistas emitiram mais de 6 mil e 400 horas de publicidade, o que equivale a uma média diária por canal de cerca de 6 horas.

A SIC foi o canal que menos horas de publicidade emitiu ao longo do ano, com uma média diária de 5 horas e 38 minutos. Já a TVI foi o canal que mais tempo dedicou à publicidade, atingindo uma média diária de 6 horas e 11 minutos e a RTP1 dedicou a este tipo de emissão 5 horas e 57 minutos em média por dia.

Ao longo do ano, a publicidade mostra algumas oscilações mensais, mais notórias nos meses de Verão, quando se regista alguma quebra em todos os canais, mas que indicam que ela foi maior na TVI, sobretudo no mês de Agosto (ver gráfico 1).

Os três canais no seu conjunto repartiram esta duração publicitária de forma a privilegiar a publicidade “normal”, que representou no ano de 2001 cerca de 80% do tempo publicitário emitido. A publicidade de auto-promoção teve um peso médio de 17% e os outros tipos de publicidade representaram 3% do total.

Mas existem diferenças por canais, sobretudo no que se refere ao peso que a “auto-promoção” tem no conjunto da publicidade total do canal e se atendermos à sazonalidade da publicidade (ver gráfico 2). De facto, se até Abril foi a SIC o canal que mais peso deu a este tipo de publicidade, a partir desse mês denota uma curva descendente, tendência que apenas se inverte no último mês do ano. A RTP1 é o canal onde o peso deste tipo de publicidade é menor no início do ano, começando depois a ganhar importância até Agosto, altura a partir da qual o seu peso baixa para também aumentar em Dezembro. A TVI é o canal que apresenta uma maior oscilação desta curva, que fica a dever-se ao mês de Agosto, altura em que a publicidade de “auto-promoção” ganha um peso bastante considerável, ultrapassando os 25% do total do tempo publicitário emitido.

A análise dos dois gráficos revela ainda outra análise interessante: em 2001 existe um fraca correlação positiva (0.47) entre a duração total da publicidade e o peso da auto-promoção no caso da RTP1: ou seja, quando a duração total aumenta, aumenta também o peso da auto-promoção. Essa correlação é, no entanto, negativa nos outros dois canais, e bastante forte no caso da TVI (-0.60 para a SIC e -0.83 para a TVI): em ambos, a tendência indica que quando a duração da publicidade aumenta, diminui o peso da auto-promoção e vice-versa, quando a duração total da publicidade diminui, aumenta o peso da auto-promoção.

Esta análise foi realizada com base no software Videotrack da Mediamonitor







Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais