Portugueses casam-se menos e cada vez mais tarde

Em 2001 registou-se uma redução de 8,4 por cento no número de casamentos em Portugal, em relação a 2000, segundo as estatísticas da nupcialidade divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). No ano passado realizaram-se 58.390 casamentos, menos 5.354 do que em 2000.

A forma mais escolhida para a celebração continua a ser o casamento pela Igreja Católica, com 62.5 % do total de casamentos. No entanto, as cerimónias religiosas estão a diminuir em detrimento do casamento civil, que tem crescido desde os anos 70, constituindo 37,5% dos casamentos celebrados em 2001. Nos anos 90, os casamentos católicos baixaram para cerca de 69,3% e, inversamente, os casamentos civis subiram para os 30,7%.

Os anos 90 evidenciam alterações na evolução dos casamentos por idade dos cônjuges confirmando que os portugueses casam cada vez mais tarde, em particular os homens. Em 1992, o grupo etário dos 20 aos 24 anos representava cerca de 38% dos nubentes homens e 44% mulheres, em 2001 a proporção baixou para 25,8% e 33,5%. Hoje, o grupo etário dominante está entre 25 aos 29 para ambos os sexos.

Os meses que registam mais casamentos são os de Julho, Agosto e Setembro, enquanto que os de Janeiro, Fevereiro e Novembro são os meses com as frequências mais baixas.







Fonte: INE

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais

  • Portugal Smart Cities Summit

    Esta exposição tecnológica (que tem o apoio institucional do Ministério da Economia, do Ministério do Ambiente e do Ministério da Ciência e Tecnologia, bem como do Secretário de Estado da Energia), conta com a participação de Municípios, Startups, PMEs e Universidades.

    22 a 24 de setembro de 2020

    Fundação AIP

    FIL, Parque das Nações, Lisboa

    elisabete.martins@ccl.fil.pt

  • ONSeries Lisboa

    Nesta mostra de conteúdos televisivos de ficção nacional, estarão presentes potenciais compradores de todo o mundo.

    28 e 29 de setembro de 2020

    Inside Content

    Centro Cultural de Belém, Lisboa