MediaMonitor TV Tops

MediaMonitor,  18 janeiro 2005
Esta semana o Fc Porto vs Rio Ave lidera o top 10 programas com 18.7% de audiência media. Na segunda posição surge o programa de humor Os Super Malucos do Riso ultrapassando a Senhora do Destino igualmente da SIC com 15.4% de audiência média. Na sexta posição surge o Telejornal, o único programa da RTP que consta do top, que desceu da quarta posição. Esta semana a TVI coloca 6 programas no top contra 3 da SIC e um da RTP.

No Top Marcas as 3 primeiras posições são entradas novas. Assim, o Millennium BCP fica com o 1º lugar seguindo-se a Danone e a Vodafone. A Netcabo e o Continente inverteram posições ficando nas 4ª e 5ª posições da tabela.

O Grupo Banco Comercial Português entra para a 1ª posição e a Danone Portugal para a 2ª. O Modelo Continente desce para o 3º lugar e as 4ª e 5ª posições são preenchidas por novas entradas da tabela, Procter & Gamble e Vodafone Telecel.

No Top Agências a Young & Rubicam sobe 3 posições. A Euro RSCG MRT mantém-se na 2ª posição e a J.Walter Thompson na 3ª. A Ogilvy entra para o 4º lugar do ranking e a McCann Erickson desce para a 5ª posição da tabela.

Na primeira semana do ano ainda na sombra da tragédia que abalou o sudeste asiático, a cadeia de solidariedade percorre o mundo inteiro, Portugal participa no esforço com equipas de médicos e auxílio humanitário.

A liderança do Top pertence ao Primeiro-ministro, Santana Lopes. A política partidária, a escolha dos integrantes nas listas eleitorais para as legislativas, e a sua visita de estado à Argélia são os destaques.

Na segunda posição está o Eng. José Sócrates, líder do PS. As suas intervenções são fundamentalmente a critica às políticas do governo e o posicionamento do PS nas matérias fundamentais da governação, especialmente a economia.

O Presidente da República, Jorge Sampaio ocupa a terceira posição com os habituais cumprimentos de ano novo do corpo diplomático e restantes instituições, o destaque vai para a sua intervenção preconizando mudanças no sistema eleitoral de forma a facilitar a criação de maiorias parlamentares, medida não muito bem recebida por alguns partidos.

Os outros grandes temas da semana foram:
O encerramento das festas de fim de ano e o balanço de 2004; as polémicas na constituição das listas eleitorais de cada partido, especialmente no PSD. A recusa de Cavaco Silva em aparecer nos cartazes do PSD e a liderança da lista eleitoral do PSD no Porto. PS organiza o Fórum Novas Fronteiras, pedindo a opinião de alguns independentes na definição do seu manifesto eleitoral.
Ministra da Educação Carmo Seabra recusa ida ao parlamento para debater com os deputados a colocação de professores.
O Banco de Portugal apresenta as previsões para a economia portuguesa para o próximo ano, com números de crescimento mais baixos que os do governo.
Patrões e sindicatos anunciam acordo na contratação colectiva.
No desporto além dos anúncios de novos jogadores e alterações de planteis, viveu-se mais um derby Sporting - Benfica com vitória da equipa do Sporting.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais