A internet em Portugal e na Europa

Grupo Marktest,  23 junho 2005

Em Portugal, quase um terço dos residentes com 15 e mais anos costuma utilizar a internet, segundo os resultados do Bareme Internet da Marktest.

Entre nós são 2 717 os indivíduos que costumam utilizar a internet, sendo 61.7% homens e 38.3% mulheres.

A taxa de utilização desta tecnologia apresenta valores substancialmente superiores à média junto dos jovens: 73.0% dos indivíduos entre os 15 e os 17 anos costuma utilizar a net, tal como 68.9% dos que têm idades entre os 18 e os 24 anos.

Por regiões, é na Grande Lisboa e no Grande Porto que o fenómeno tem maior penetração, respectivamente com 43.6% e 39.4%.

Mais discriminate é a classe social, pois enquanto 86.0% dos indivíduos da classe alta costumam utilizar a internet, já na classe baixa esse número não excede os 9.9%. A ocupação é igualmente uma variável muito discriminante: 83.2% dos quadros médios e superiores costumam utilizar a net, tal como 82.4% dos estudantes.

A internet na Europa

Estes números, quando comparados com os resultados de um estudo do Eurostat relativo à utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação na Europa, colocam o nosso país abaixo da média da União Europeia. A utilização da internet na Europa dos 25 atinge um valor médio de 47%, o que significa que quase metade dos europeus está "em linha".

Tal como se observa no mapa que apresentamos, os países do norte da Europa são aqueles que apresentam maior taxa de utilização de internet, sendo de destacar os casos da Islândia e Suécia, com 82%, Dinamarca e Noruega, respectivamente 76% e 75% e Finlândia, com 70%.

No sul da Europa encontramos uma menor penetração da internet, com a Turquia a ocupar o último lugar deste ranking, com 13% dos seus habitantes a usar a tecnologia. Grécia, Hungria, Polónia, Lituânia, Itália e Chipre apresentam também valores inferiores a Portugal. Os nossos vizinhos espanhóis apresentam um valor um pouco superior, de 40%.

Lares ligados em banda larga

Quanto às ligações em banda larga, Portugal aparece melhor colocado, pois 16.7% dos lares têm banda larga, de acordo com os resultados do Bareme Internet. Aqui, segundo o estudo do Eurostat, são também a Islândia, Dinamarca, Noruega e Finlândia quem ocupa as primeiras posições, com valores entre os 45% e os 21%. A Estónia e a Alemanha ocupam os lugares seguintes, logo à frente de Portugal, que neste indicador surge à frente de países como o Luxemburgo, Reino Unido, Áustria ou Espanha.

A análise realizada teve como base, para Portugal, os resultados do estudo Bareme Internet da Marktest e, para os restantes países, o estudo Internet Usage by Individuals and Enterprises 2004 do Eurostat.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais

  • Portugal Smart Cities Summit

    Esta exposição tecnológica (que tem o apoio institucional do Ministério da Economia, do Ministério do Ambiente e do Ministério da Ciência e Tecnologia, bem como do Secretário de Estado da Energia), conta com a participação de Municípios, Startups, PMEs e Universidades.

    22 a 24 de setembro de 2020

    Fundação AIP

    FIL, Parque das Nações, Lisboa

    elisabete.martins@ccl.fil.pt

  • ONSeries Lisboa

    Nesta mostra de conteúdos televisivos de ficção nacional, estarão presentes potenciais compradores de todo o mundo.

    28 e 29 de setembro de 2020

    Inside Content

    Centro Cultural de Belém, Lisboa