Um em cada cinco portugueses usa champô de tratamento

Segundo os dados do estudo Consumidor 2005 da Marktest, são cerca de 1,7 milhões de portugueses que utilizam champô de tratamento.

Grupo Marktest,  5 setembro 2006

Em 2005, o Consumidor contabiliza 1 695 mil indivíduos que usam champô de tratamento, um número que representa 20.4% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

A ocupação e a idade dos indivíduos são as variáveis que mais influenciam o consumo deste produto. Entre os quadros médios e superiores, o valor chega aos 30.2% e entre os empregados dos serviços comércio e administrativos atinge os 29.6%.

Os jovens dos 18 aos 24 anos são os que mais dizem costumar assistir a concertos, 45.1%, tal como os estudantes, 45.0%.

Os técnicos especializados e pequenos proprietários, tal como os indivíduos das classes sociais alta e média alta também observam taxas de consumo acima da média do universo, respectivamente 28.9% e 25.8%.

Pelo contrário, os jovens dos 15 aos 17 anos, os idosos com mais de 64 anos e as domésticas são os grupos que revelam menor taxa de de consumo de champô de tratamento.

Por região, destacam-se os residentes na Grande Lisboa, a dizer com mais frequência consumir este tipo de champôes, 25.8.

Uma análise do perfil dos portugueses consomem champô de tratamento mostra ainda que 43.7% deles residem nas regiões da Grande Lisboa ou do Litoral Norte, 58.9% são do sexo feminino, 58.0% têm entre 28 e 54 anos, 55.6% pertencem às classes sociais média e média baixa e 53.1% são reformados ou pensionistas ou exercem ocupações como empregados do comércio, serviços e administrativos ou trabalhadores qualificados.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais