Jovens mais tempo frente ao ecrã

De acordo com os dados da Marktest Audimetria/MediaMonitor, foi junto dos jovens dos 25 aos 34 anos que mais aumentou o consumo de televisão no primeiro trimestre do ano.

Grupo Marktest,  17 abril 2007

No primeiro trimestre de 2007, cada português viu, em média, por dia, em sua casa, 3 horas, 36 minutos e 37 segundos de televisão, mais 30 segundos que no período homólogo do ano anterior.

Os maiores consumidores deste meio são, por região, os residentes no Interior (mais 5.2% do que a média do universo); por classe social, os indivíduos da classe baixa (mais 18.6% do que a média do universo); por sexo, as mulheres (mais 8.4% do que a média do universo) e, por idade, os indivíduos com mais de 64 anos (mais 42.3% do que a média).

A idade é a variável que mais influencia o consumo de televisão, seguida da classe social. O sexo é também uma variável discriminante, sendo a região a variável que apresenta um comportamento menos heterogéneo.

Relativamente ao primeiro trimestre do ano anterior, observou-se maior incremento no consumo televisivo junto dos jovens entre os 25 e os 34 anos, que, no primeiro trimestre de 2007, viram mais 13.0% de televisão do que no mesmo trimestre de 2006. Por região, foi no Interior que o consumo de televisão mais aumentou (2.2%) e, entre as classes sociais, foi na média que o consumo deste meio mais cresceu (5.0%).

Pelo contrário, as maiores quebras face ao trimestre homólogo de 2006 foram observadas junto dos residente no Grande Porto (menos 2.3%), junto dos indivíduos da classe social baixa (menos 4.4%) e dos indivíduos com idades entre os 45 e 54 anos (menos 4.7%).

Esta análise foi realizada para o período compreendido entre 1 de Janeiro e 31 de Março de 2007, tendo sido utilizado o software MMW/Telereport da MediaMonitor. Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais