Lisboetas e portuenses dizem-se informados sobre Sida

Em sondagem exclusiva realizada pelo Fonebus da Marktest para a Marktest.com Notícias, os lisboetas e os portuenses dizem estar informados sobre o vírus da Sida.

Grupo Marktest,  29 novembro 2007

No dia 1 de Dezembro vai celebrar-se o Dia Mundial da Sida, motivo para conhecer as opiniões dos lisboetas e portuenses relativamente a esta doença que se estima afectar, actualmente, 32 000 portugueses. Em sondagem realizada através do estudo Fonebus da Marktest, os residentes na Grande Lisboa e Grande Porto com 18 e mais anos foram convidados a dar a sua opinião relativamente a este tema.

A primeira questão colocada dizia respeito às formas de transmissão do vírus da Sida. A grande maioria dos inquiridos, 72.5%, identificou as relações sexuais desprotegidas como uma das formas de transmissão da doença. As transfusões sanguíneas foram apontadas por 47.4% dos entrevistados e a partilha de seringas por 19.5%. Houve ainda cerca de 10% de indivíduos que referiram "contacto com sangue" (10.4%) e "relações sexuais" (10.0%).

Inquiridos quanto às formas de protecção contra o vírus da Sida que conhecem, 84.9% dos entrevistados apontou o uso do preservativo, uma opção referida por todos os jovens dos 18 aos 24 anos e por 95.7% dos jovens adultos entre os 25 e os 34 anos.

Não partilhar seringas e não ter contacto com pessoas infectadas pela doença foram opções dadas, respectivamente, por 19.9% e 10.4% dos inquiridos. O uso de luvas foi referido por 3.6% dos entrevistados, ao passo que 10.0% referiu outras formas de protecção contra o vírus e 10.4% disse não saber quais sejam essas formas de protecção face à Sida.

Cerca de 40% dos inquiridos admitem alguma probabilidade de vir a ser contaminados com o vírus da Sida. Desafiados a atribuir uma probabilidade numa escala de 1 (nada provável) a 10 (muitíssimo provável), 50.2% disse achar nada provável essa possibilidade, 9.6% não soube ou não resondeu e 40.2% apontou um valor entre 2 e 10.

Considerando o valor médio desta escala, o resultado geral foi de 2.62. Esse valor teve no entanto algumas oscilações de acordo com o perfil sociodemográfico dos entrevistados. Curiosamente, os jovens dos 18 aos 24 anos foram os que consideraram ter menor probabilidade de vir a ser infectados pelo vírus (2.22, abaixo dos 2.62 da média do universo). Os mais cautelosos/receosos foram os indivíduos dos 45 aos 54 anos, que apresentaram o índice mais elevado: 3.06. Entre os sexos, os homens expressaram mais receio em vir a ser contaminados com o vírus do que as mulheres (2.76 e 2.49, respectivamente).

Uma maior diferença foi encontrada entre as regiões, com os residentes na Grande Lisboa a mostrar-se mais apreensivos face a essa probabilidade (2.88 face aos 2.16 do Grande Porto).

Quanto ao grau de informação sobre a doença, considerando uma escala de 1 (nada informado) a 10 (muitíssimo informado), os inquiridos apresentaram um valor médio de 7.25. Nesta questão, os mais jovens, as mulheres, os residentes no Grande Porto e os indivíduos da classe social média apresentaram índices superiores.

Uma análise conjunta destes dois indicadores, classificação da probabilidade de infecção e classificação do grau de informação, permite verificar que os indivíduos que se dizem mais informados sobre a doença são também aqueles que consideram ter menor probabilidade de ser infectados pelo vírus.

Finalmente, colocados perante a possibilidade de um familiar/amigo/colega ter contraído o vírus da Sida, a esmagadora maioria dos entrevistados, 84.5%, referiu que manteria o contacto com essa pessoa, 6.4% disse mesmo que aumentaria o contacto com ela, ao passo que 4.0% diminuiria o contacto. 5.2% não soube ou não quis responder à questão.

Apesar de um consenso muito generalizado relativamente a esta questão, os jovens foram os que se mostraram mais solidários, pois nenhum afirmou que diminuiria o contacto com uma pessoa próxima depois de conhecer a sua infecção.

Este estudo tem uma amostra de 814 entrevistas e foi realizado no Fonebus da Marktest, tendo a recolha decorrido entre os dias 17 e 20 de Julho de 2007, de acordo com a seguinte a Ficha Técnica. Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais