52% dos portugueses usaram insecticidas nos últimos 12 meses
Sabia que 52% dos portugueses usaram insecticidas nos últimos 12 meses? E que o tipo de insecticidas mais utilizado por estes é o spray?
Grupo Marktest, 18 agosto 2009

placeholder De acordo com os dados TGI 2009 (Junho de 2009) 52% dos portugueses responsáveis pelas compras do lar, com idades entre os 18 e os 64 anos, residentes em Portugal Continental, usaram ou alguém em sua casa usou insecticidas nos últimos 12 meses.

De referir que, em comparação com os dados TGI 2008, a penetração deste tipo de produto regista uma diferença de 7 pontos percentuais (TGI 2008 - 59% | TGI 2009 - 52%).

Uma análise centrada na variável sexo, revela que 53% das mulheres responsáveis usaram, ou alguém em sua casa usou, insecticidas. Junto dos homens responsáveis a penetração deste produto registou 48% de referências.

placeholder

A análise por faixa etária, revela que é junto dos indivíduos responsáveis com idades entre os 55 e os 64 anos que se verifica o valor mais elevado para este indicador (62%). Por oposição, a penetração do uso de insecticidas é mais baixa junto dos responsáveis pelas compras do lar mais jovens (18/24 anos - 28%).

placeholder

Uma análise por região Marktest, revela poucas diferenças entre regiões quanto a utilização deste produto. Tendo os valores registados variado entre 51% e 54% referências, à excepção da Grande Lisboa que apresenta, para este tipo de produto, a penetração de uso mais baixa (44%).

Dados TGI Portugal (Junho 2009) revelam ainda que 89% dos responsáveis que usaram, ou alguém do agregado usou insecticidas, utilizaram spray. Já o tipo de insecticida eléctrico foi referido por 32% dos mesmos.

O TGI é um estudo de referência mundial, realizado pela primeira vez na Grã Bretanha há quase 40 anos (desde 1969), e hoje presente em cerca de 60 países do Mundo. Em Portugal, o TGI foi implementado pela Marktest, apresentando informação para 3000 marcas, agrupadas em 240 categorias de produtos representativos de 17 sectores de actividade, que permitem conhecer em detalhe o consumidor português.

Contacte-nos se deseja obter mais informações sobre este estudo.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais