Medidas de combate ao défice não convencem

Grupo Marktest,  28 julho 2005

Entrevistados pelo Barómetro Marktest/DN/TSF de Junho, os portugueses foram convidados a dar a sua opinião acerca das medidas anunciadas pelo Governo para combater o défice.

As opiniões dividem-se, como se observa no gráfico abaixo, sendo que 44.4% discorda com as medidas adoptadas e 40.1% concorda.

As novas medidas governativas recolhem maior número de apoiantes entre a população masculina (49% está de acordo, enquanto que 49.2% da população feminina não está de acordo).

Também nas Regiões Marktest, existem opiniões diversas: por um lado, mais de metade (52.2%) dos entrevistados do Grande Porto está de acordo com as novas medidas, assim como 40.8% dos entrevistados do Interior Norte (contra 38.3%, que não concorda). Já nas restantes regiões, a maioria da população não está em sintonia com as decisões do governo.

Em termos de classe social, apenas a classe Alta/Média Alta está maioritariamente de acordo com as novas medidas governativas (55.6%), enquanto que as Classes Média e Média Baixa/Baixa estão contra (48.6% e 44%, respectivamente).

Da população cuja intenção de voto é PSD, 52.2% discordam e dos eleitores cuja intenção de voto é PS, 57.8% concordam com as novas medidas de combate ao défice.

Foi ainda solicitado aos inquiridos que se pronunciassem relativamente a algumas destas medidas concretas. Nestas questões, as opiniões foram mais divergentes.

No que respeita ao aumento do IVA para 21%, a população inquirida está claramente contra esta medida: 82% não concorda e apenas 14.6% concorda. Esta medida não recolhe opinião favorável em nenhum dos segmentos da população.

Outra medida que não gerou aprovação por parte dos entrevistados foi a subida da idade de reforma para os 65 anos: 62.5% discorda e 33.6% concorda.

Já a criação de um novo escalão de IRS de 42% para os contribuintes com rendimentos anuais superiores a 60 mil euros, recolhe uma opinião mais favorável: 69.3% são a favor e 22.4% são contra. Esta medida obteve consenso, independentemente do sexo, idade, região, classe social ou intenção de voto dos entrevistados.

O Barómetro Marktest/DN/TSF é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. O saldo de imagem resulta da diferença entre as opiniões que classificam positivamente a actuação do líder e aquelas que a classificam de forma negativa. Para mais informações consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais