Menos consumidores de bronzeador
Grupo Marktest, 16 maio 2006

placeholder Os dados do estudo Consumidor da Marktestindicam que o número de consumidores de bronzeador tem diminuido nos últimos anos. Esta diminuição coincide com o aumento do número de consumidores de protector solar.

O Consumidor contabiliza, em 2005, 1 671 mil residentes no Continente com 15 e mais anos que consomem bronzeador, um número que corresponde a 20.1% do universo em estudo.

Os últimos dados do Consumidor mostram que se tem assistido a uma diminuição progressiva deste produto, consumido por 29.8% dos consumidores portugueses em 2000 e 20.1% em 2005, menos 32.6% do que então.

placeholder

Analisando a penetração deste produto em 2004, quando era consumido por 1 901 mil indivíduos (22.9% do universo), vemos que os residentes no Litoral Centro e no Sul registam taxas superiores à média, com 26.6% e 26.2%, respectivamente.

A análise por género mostra que 25.2% das mulheres e 20.3% dos homens afirmam usar bronzeador.

Os jovens entre os 15 e os 24 anos apresentam valores superiores à média; 35.6% dos que têm entre 15 e 17 anos e 35.8% dos que têm entre 18 e 24 anos consome estes produtos.

Nas classes sociais, é na alta e média baixa que o produto apresenta maior penetração, com 28.0% de consumidores e, nas ocupações, são os estudantes e os empregados dos serviços, comércio e administrativos os que se destacam, com valores de 33.9% e de 32.9%, respectivamente.

Uma análise do perfil sócio-demográfico dos consumidores de bronzeador mostra que 573.8% deles reside nas regiões da Litoral Centro, Litoral Norte e Sul, 57.6% são mulheres, 53.7% têm mais de 34 anos, 66.9% pertencem às classes sociais média e média baixa e 52.3% são estudantes ou exercem ocupações como trabalhadores qualificados ou são empregados dos serviços, comércio e administrativos.

placeholder

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais