1,5 milhões de lares possuem cão

O estudo Consumidor da Marktest contabiliza mais de 1,5 milhões de lares que contam com a presença de, pelo menos, um cão.

Grupo Marktest,  16 janeiro 2007

A edição de 2005 do Consumidor indica que 1 516 mil lares no Continente possuem, pelo menos, um cão, um valor que representa 43.2% do universo em estudo.

O número de lares onde um "fiel companheiro" está presente tem-se mantido relativamente estável ao longo dos últimos anos.

A região e a ocupação do chefe de família (indivíduo que contribui com maior rendimento para o lar) são as variáveis que mais condicionam a posse deste animal no lar.

Nos lares onde a dona de casa (indivíduo responsável pelas compras para o lar) é mais idosa observa-se menor taxa de posse deste animal doméstico.

Entre as regiões, destacam-se os lares da Grande Lisboa, por ser aqui que se observa o menor número de lares que adoptam um cão.

Nas ocupações do chefe de família, os maiores desvios face ao valor médio observam-se nos lares onde o chefe de família exerce uma ocupação como quadro médio e superior. Pelo contrário, a presença de um cão é maioritária nos lares onde o chefe de família exerce uma ocupação como técnico especializado ou pequeno proprietário.

Entre as classes sociais, a alta e a média alta apresentam menor afinidade com este animal doméstico.

Na análise da estrutura etária da família, vemos que é mais frequente haver um cão em lares com crianças até aos 2 anos.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais