Casa Pia: as notícias do escândalo

Grupo Marktest,  4 dezembro 2002

No passado dia 22 de Novembro uma investigação SIC/Expresso deixava o país suspenso e indignado com as suspeitas de pedofilia na Casa Pia, alegadamente praticadas ao longo de mais de vinte anos por um funcionário da instituição.

Este caso mereceu por parte das televisões nacionais ampla cobertura informativa, de que se destacou claramente a SIC, que de 22 de Novembro a 1 de Dezembro transmitiu 177 peças informativas, numa duração total superior a 7 horas e 44 minutos. Neste período SIC, TVI, RTP1, RTP2 e SIC Notícias (Jornal das 9) emitiram mais de 23 horas e 30 minutos de informação sobre este caso, o que corresponde a 30% do tempo noticioso total. Nos últimos tempos, nenhum outro assunto mereceu tanta exposição televisiva, nem mesmo o naufrágio do petroleiro Prestige, que constituiu o mais recente caso mediático nacional (ver notícia).

No dia 22 de Novembro, a SIC abria o seu Jornal da Noite pelas 20:00:13 com uma notícia com duração de 27 segundos, onde afirmava Investigação Sic/Expresso apresenta o que poderá ser o mais importante e chocante caso de pedofilia. Este assunto teve o seu desenvolvimento pelas 20:05:02, com a seguinte notícia: Centenas de crianças da Casa Pia de Lisboa poderão ter sido violadas ao longo de 30 anos. O acusado é funcionário da instituição. O depoimento e exames físicos de um menor de 15 anos levam a PJ a investigar este caso (as imagens que reproduzimos nesta página têm como fonte esta notícia).

Depois do primeiro dia de revelações sobre este caso, a TVI é a segunda estação a debruçar-se sobre o tema, logo no dia seguinte, mas ainda sem grande aprofundamento jornalístico. No dia 23 de Novembro, a TVI transmite uma notícia com duração de 45 segundos no seu TVI Jornal – Almoço, que relata Vários ex-alunos da Casa Pia acusam um funcionário da instituição de os ter assediado e violado. À TVI segue-se também a SIC Notícias, que abre o seu Jornal das 9 desse dia com o texto Pedofilia na Casa Pia pode ter durado 30 anos e o desenvolve ao longo de toda a segunda parte do noticiário, numa peça de duração superior a 15 minutos, transmitida igualmente pela SIC no seu Jornal da Noite pelas 20:47:02, e que afirmava Depois da acusação de um jovem de 15 anos, aumenta o número de testemunhos sobre actos de pedofilia na Casa Pia. Vários depoimentos relatam como foram aliciadas e abusadas centenas de crianças.

Mas é só a 25 de Novembro que o tema se estende a todos os canais e vem gradualmente a revelar-se o mais relevante ao longo do período analisado (de 22 de Novembro a 1 de Dezembro).

A primeira notícia da RTP1 sobre este assunto surge três dias depois das revelações da SIC, pelas 13:18:54 de 25 de Novembro no seu Jornal da Tarde, desta forma: O caso de alegada pedofilia na Casa Pia de Lisboa conhece novos contornos. O Ministério Público já emitiu um mandato de captura contra Carlos Silvino. Declarações de Teresa Costa Macedo. Finalmente, a RTP2 difunde a sua primeira notícia sobre o assunto na abertura do seu Jornal 2, pelas 22:00:18: O alegado violador da Casa Pia foi detido pela Polícia Judiciária. É acusado de ter violado dezenas de rapazes durante décadas.

Os gráficos que apresentamos permitem observar como evoluiu a cobertura televisiva deste assunto ao longo do período em análise, tanto em número de notícias emitidas, como em duração dessas notícias, como ainda pela audiência média que obtiveram.

Tal como afirmado, a SIC foi o canal que mais notícias emitiu sobre o assunto e durante os primeiros quatro dias destacou-se claramente de todos os outros canais. No 5º dia, a RTP1 e a TVI emitiram mais notícias sobre este assunto do que a SIC, situação que novamente se inverte depois disso.

A duração destas notícias também foi sempre superior na SIC, excepto nos dias 26 e 28 de Novembro, quando a TVI deu maior cobertura jornalística do caso do que as restantes estações.

A evolução da audiência média destas notícias teve um comportamento um pouco diferente, com níveis bastante elevados nos primeiros três dias, onde claramente a SIC lidera (aliás, nesses dias houve apenas uma referência na TVI, a 23 de Novembro, mas mesmo assim a audiência média que conseguiu situou-se bastante abaixo dos níveis registados pela SIC). Depois disso, SIC e TVI disputam a liderança das audiências, tendo sido mais favoráveis à TVI os dias 25, 26 e 28 de Novembro e o dia 1 de Dezembro. Nos restantes dias, foi a SIC a estação que emitiu notícias do caso com maior audiência média.

Esta análise foi realizada utilizando o software e-telenews.com da MediaMonitor.



Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais