Um em cada cinco trabalhadores em Oeiras é licenciado
Os dados do Ministério do Trabalho e Solidariedade Social, disponíveis no sistema de informação da Marktest, mostram que o concelho de Oeiras apresenta a estrutura de emprego mais qualificada.
Grupo Marktest, 17 agosto 2007

placeholder Os dados do Ministério do Trabalho e Solidariedade Social, disponíveis no sistema de informação Sales Index da Marktest, mostram que o concelho de Oeiras apresenta a estrutura de emprego mais qualificada, pois um em cada cinco trabalhadores no concelho tem uma licenciatura.

Segundo os dados do Ministério do Trabalho e Solidariedade Social disponíveis no sistema de informação Sales Index da Marktest, apenas 7.6% dos dois milhões de trabalhadores por conta de outrem contabilizados em 2003 tinham uma licenciatura. A análise regional mostra que 7% deste número trabalha no concelho de Oeiras, o que faz deste o concelho mais qualificado do país, ao apresentar 21.0% de trabalhadores licenciados.

Segundo estes dados, 28.4% dos trabalhadores por conta de outrem apresentavam habilitações literárias até ao primeiro ciclo (4 anos de escolaridade), 21.7% tinham o 2º ciclo (6 anos de escolaridade), 19.8% tinham o 3º ciclo (9 anos de escolaridade), 19.0% o secundário e 10.1% bacharelato ou licenciatura.

placeholder

Como vimos, Oeiras é o concelho que apresenta uma estrutura de emprego mais qualificada em termos académicos. Neste concelho, 25.8% dos empregados têm bacharelato ou licenciatura, 29.9% o ensino secundário e 43.6% uma escolaridade abaixo disso.

Lisboa, Porto, Amadora e Cascais são os outros concelhos com maior peso de bacharéis ou licenciados no conjunto dos trabalhadores por conta de outrem no concelho. Na capital, 23.0% dos trabalhadores tem formação superior, tal como 17.6% dos que trabalham no Porto, 15.6% dos que trabalham na Amadora e 13.0% dos que trabalham em Cascais.

No extremo oposto, encontramos concelhos como Gavião, Aljezur, Santa Cruz das Flores, Cinfães ou Mondim de Basto, cujos trabalhadores com formação superior não representam mais do que 1.5% do total de trabalhadores no concelho.

Esta análise foi realizada com base em informação constante no sistema de informação Sales Index da Marktest. Contacte-nos se pretende mais informação sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais