Cascais concede mais licenças para construção
De acordo com as estatísticas do INE disponíveis no sistema de informação Sales Index da Marktest, Cascais foi o concelho que, em 2006, mais licenças camarárias concedeu para a construção de edifícios.
Grupo Marktest, 18 novembro 2008

placeholder Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística para 2006, disponíveis no sistema de informação Sales Index da Marktest, foram 45 537 as licenças camarárias para construção, ampliação, transformação ou restauro.

As câmaras municipais de Cascais, Braga e Viseu foram as que mais licenças concederam, respectivamente 936, 806 e 787, o que em conjunto representa 5.6% do total. Guimarães, Leiria, Coimbra, Mafra, Vila Nova de Famalicão, Barcelos e Sintra completam a lista dos 10 concelhos com maior número de licenças concedidas para a construção.

A maioria destas licenças é destinada à construção, ampliação, transformação ou restauro de edifícios destinados à habitação, que representam 82.2% das licenças concedidas. As licenças para comércio representam 3.7% do total, as destinadas à agricultura, 1.9%, as destinadas à indústria, 1.7% e as destinadas a outros fins, 10.6%.

Cascais, Braga e Viseu também lideram em número de licenças destinadas à habitação, respectivamente com 849, 752 e 604. Guimarães, Vila Nova de Famalicão, Coimbra, Sintra, Mafra, Lisboa e Leiria completam a lista dos 10 concelhos com maior número de licenças para habitação.

Estas licenças envolvem um total de 80 259 fogos, o que representa uma média de 1.8 fogos por licença. Em Amadora esse rácio é cerca de sete vezes superior, com uma média de 12.2 fogos por licença concedida. Em Lisboa, a média é de 10.7 fogos por licença e no Porto, 6.7. Em Portimão, Albufeira, Tavira, Matosinhos, Montijo, Vila Franca de Xira e Oeiras também se registam valores bastante acima da média.

Uma análise da estrutura das licenças concedidas segundo os fins, em cada concelho, mostra ainda que:

  • Murça é o concelho com maior peso de licenças destinadas à agricultura (27.5% do total de licenças concedidas no concelho)
  • Almeirim é o concelho com maior peso de licenças destinadas ao comércio (20.3%)
  • Em São Brás de Alportel, Azambuja, Figueiró dos Vinhos, Vila Flor, Porto Santo, Vila Nova da Barquinha, Ribeira Brava, Torre de Moncorvo e Corvo apenas se atribuíram licenças para habitação (todos com 100%)
  • Sines é o concelho com maior peso de licenças destinadas à indústria (15.9%)
  • Constância é o concelho com maior peso de licenças destinadas a outros fins (47.6%)

    Esta análise foi realizada com base em informação constante no sistema de informação Sales Index da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais