Imprensa Médica: títulos mensais com maior penetração
Segundo os resultados de um Estudo de Audiência de Imprensa Médica, realizado pela Novadir, os títulos mensais da especialidade obtêm maior penetração, mas os bimestrais registam maior fidelidade entre os clínicos.
Novadir,  20 novembro 2008

placeholder Imprensa Médica: maior penetração de leitura de títulos mensais e maior índice de fidelidade nos títulos bimestrais

Segundo os resultados de um Estudo de Audiência de Imprensa Médica, realizado pela Novadir, 89% dos clínicos inquiridos declaram ter o hábito de ler ou folhear títulos da Imprensa Médica semanais/ quinzenais, sendo maior a penetração junto dos médicos com mais de 20 anos de prática clínica.

Neste segmento de títulos especializados - jornais semanais/quinzenais ligados à área médica, o Tempo Medicina é o Jornal de maior cobertura máxima e de audiência média, contudo o Jornal Médico de Família destaca-se por um maior índice de fidelidade (audiência média vs cobertura máxima).

Relativamente às Publicações Mensais, segmento de maior penetração de leitura, o destaque é para a Revista da Ordem dos Médicos, com a maior cobertura máxima, audiência média e índice de fidelidade.

A Revista Portuguesa de Clínica Geral é o título bimestral de maior audiência média e o Mundo Médico a de maior índice de fidelidade.

placeholder

Taxa de crescimento de utilização regular da Internet, de 2007 para 2008, por parte dos Clinicos Gerais, é de 27%

Segundo este estudo, há uma maior afinidade dos médicos inquiridos pelos títulos generalistas semanais (revistas ou jornais): 86% de penetração de leitura face a 77% de penetração de leitura de jornais diários.

No que concerne aos meios rádio e televisão, a penetração destes meios é similar (98%), contudo verifica-se um hábito de ouvir mais frequentemente rádio (94% ouve rádio todos ou quase todos os dias) face a uma frequência diária ou quase diária de 91% de ver televisão.

placeholder

Já no que diz respeito à Internet, 78% dos médicos inquiridos acede regularmente a esse meio, sendo de 87% de utilização pelos médicos especialistas hospitalares face a 74% dos Clinicos Gerais, verificando-se um crescimento da taxa de utilização em 27%.

A maioria dos médicos acede à Internet essencialmente para fins profissionais e para formação pessoal, sendo a Medicina o tema de maior interesse, seguindo-se a ciência e as notícias.

Ficha Técnica:

Estudo regular realizado pela NOVADIR, junto de uma amostra aleatória de 222 médicos que praticam Clínica Geral e Medicina Familiar e Especialidades Hospitalares, , em Portugal Continental e Ilhas (A margem de erro máxima para o total, para um intervalo de confiança de 95%, é de ±6.44pp.). A selecção dos médicos foi aleatória a partir da base de dados médica da NOVADIR, realizada para os locais de trabalho (Centros de Saúde, Hospitais e Consultórios). A informação foi recolhida por entrevista telefónica através do método de CATI, durante Setembro e Outubro de 2008.

Contacte-nos se deseja obter mais informações sobre este estudo.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais