Partido Socialista mantém liderança nas intenções de voto

Observando os dados do Barómetro Político Marktest/DN/TSF de Fevereiro, à excepção do Bloco de Esquerda e da Coligação PCP/CDU/PEV, os restantes partidos com assento parlamentar, viram aumentar as suas percentagens de intenção de voto.

O CDS-PP manteve-se como o partido com menor percentagem de intenção de voto, à semelhança do que já havia acontecido no mês de Janeiro; ainda que tenha obtido uma subida de 0.4 pontos percentuais, de acordo com o Barómetro, a sua percentagem não foi além dos 2.3%.

O Bloco de Esquerda registou no mês de Fevereiro uma ligeira quebra, mantendo-se como o quarto partido em intenções de voto, com 6.4%.

Também a coligação PCP/CDU/PEV viu diminuir a sua percentagem de intenções de voto, (de 9.5% em Janeiro para 6.6%) em Fevereiro, ficando apenas com mais 0.2 pontos percentuais que o Bloco de Esquerda.

O principal partido de oposição, PS, manteve-se em primeiro lugar nas intenções de voto, tendo mesmo subido a sua percentagem para 42.2% (a mais elevada desde Setembro de 2003).

Também o partido do Governo (PSD), que desde Outubro de 2003 tem vindo a obter uma quebra nas percentagens de intenção de voto, começou, em Fevereiro de 2004, a registar uma recuperação, chegando aos 38.7%, a 3.5 pontos percentuais do PS.

Consulte aqui a ficha metodológica do Barómetro Político Marktest/DN/TSF.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais