Crédito ao consumo
Grupo Marktest, 23 setembro 2004

placeholderMais de um milhão de portugueses recorreu ao crédito ao consumo, de acordo com os resultados da primeira vaga do estudo Basef Banca da Marktest.

No Continente, 1216 mil indivíduos possui crédito bancário para aquisição de bens e serviços, o que corresponde a 16.6% do universo em estudo no Basef: residentes com 15 e mais anos e com posse de conta bancária.

placeholderDepois de uma quebra entre a primeira vaga de 2001 e de 2002, este indicador volta a retomar em 2003 e em 2004, atingindo no último período o valor registado em 2000.

O crédito ao consumo regista maior penetração junto dos bancarizados do sexo masculino - 20.2% dos homens recorreu ao crédito bancário para aquisição de bens ou serviços em 2004.

Também os bancarizados entre os 25 e os 34 anos apresentam taxas superiores à média, já que 25.9% deles possui este crédito. No Litoral Centro e no Sul encontramos também maior penetração deste produto, de 19.7% e 19.8%, respectivamente.

De acordo com as profissões dos entrevistados, são os trabalhadores especializados/pequenos proprietários e os empregados dos serviços/comércio e administrativos que apresentam os valores mais elevados de recurso ao crédito ao consumo, de 26.5% e 26.3%, respectivamente.

Na maioria, este crédito destina-se à aquisição de automóvel ou mota. Na primeira vaga de 2004, 54.4% dos indivíduos que diziam ter este crédito afirmaram que ele se destinou à aquisição de automóvel ou mota. A realização de obras em casa é a segunda finalidade mais referida, por 24.3% dos possuidores de crédito ao consumo.

A análise realizada teve como base os resultados da primeira vaga de 2004 do estudo Basef Banca, da Marktest. Consulte-nos para mais informações sobre este assunto.

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais