Consumir regularmente iogurtes
Grupo Marktest, 1 março 2005

placeholder Os consumidores regulares de iogurtes (referência: na véspera) são mais de 3,5 milhões no Continente, segundo os dados do estudo Consumidor 2004, da Marktest.

No Continente, são 3 576 mil os residentes com 15 e mais anos que costumam consumir regularmente iogurtes (referência: véspera), o que equivale a 43.0% do universo estudado pelo Consumidor.

Na Grande Lisboa e no Grande Porto encontramos maiores taxas de consumo deste produto, respectivamente de 49.4% e 47.0%. Junto das mulheres esse valor é também mais elevado, 51.4%, face aos 33.9% de homens que também consome iogurtes. Por idades, é nos mais jovens que o consumo do produto é mais elevado: 58.3% dos que têm entre 15 e 17 anos afirma consumir iogurtes, tal como 52.9% dos que estão entre os 18 e os 24 anos e 49.0% daqueles que têm entre 25 e 34 anos. Também junto dos indivíduos das classes sociais alta e média alta se encontram taxas mais elevadas, de 54.5%, face aos 35.3% de indivíduos da classe social baixa que costuma consumir este produto de forma regular. Nas ocupações, destacam-se os estudantes, com 56.6% de hábito de consumir iogurte, e os quadros médios e superiores, com 52.0%.

A análise do perfil sócio-demográfico destes consumidores revela que 51.2% reside nas regiões da Grande Lisboa, Grande Porto ou Litoral Centro, 62.4% é do sexo feminino, 41.9% tem menos de 35 anos, 56.1% pertence às classes sociais média ou média baixa e 42.3% exerce ocupações de estudante, empregado do comércio/serviços ou trabalhador qualificado.

placeholder

Quanto à sua afinidade com as marcas, vemos que, de acordo com os dados do estudo Brand Index 2004 da Marktest, ela é maior com marcas como a Danone Actimel, nos iogurtes líquidos, a Fitness, nos cereais, a Aquarel, nas águas sem gás, ou a Santàl 100% Sumo, nos sumos sem gás - marcas que consomem acima da média do universo. Pelo contrário, a afinidade é menor com marcas como a Chivas Regal, nos whiskies, a Cristal, nas cervejas, a Linic, nos champôs, ou a Denim, nos desodorizantes - marcas que consomem abaixo da média do universo.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor 2004 da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais