Agências subscrevem PPM nos Estados Unidos
Grupo Marktest, 17 janeiro 2006

placeholderAs agências de meios da WPP, Interpublic e Carat, nos EUA, fizeram acordo com a Arbitron para subscrever o PPM, o novo sistema de medição de audiências de rádio e televisão já testado em Portugal.

A Arbitron anunciou recentemente que o Grupo WPP, o Grupo Interpublic, dois dos maiores grupos de comunicação do mundo, e a Carat USA assinaram com a Arbitron contratos para usar o sistema de Portable People Meter (PPM) na análise de audiências de rádio nos Estados Unidos.

Em comunicado, a Arbitron cita Susan Nathan, Universal MacCann (Interpublic), que referiu a propósito: "Chegou a altura da indústria da rádio optar pelo sistema de medição electrónico para poder ser melhor mensurável para os anunciantes. Quando a Arbitrorn disser que eles e a indústria estão prontos para avançar com o PPM, nós seremos os primeiros a mudar para o PPM no planeamento e compra de espaço publicitário na rádio". Também Kathy Crawford, Mindshare (WPP) é citada pela Arbitron: "É vital que a rádio opte pelo sistema de medição electrónico antes que os anunciantes percam toda a confiança no meio. Apoiamos a Arbitron porque eles são a única opção viável de medição electrónica da indústria de rádio". Rob Frydlewicz da Carat Insight também afirmou que "No cada vez mais complexo meio ambiente dos media, o PPM é visto pela Carat como uma vantagem bem vinda na medição da audiência de rádio".

Os acordos cobrem as actividades de planeamento e compra de espaço publicitário baseadas nos Estados Unidos de agências como a Mindshare, Mediaedge:CIA, J. Walter Thompson USA, Wuderman (todas do Grupo WPP), Deutsch, Initiative ou Universal MacCann (Grupo Interpublic) e Carat USA.

A Arbitron está a considerar duas estratégias alternativas para a comercialização do sistema PPM nos Estados Unidos. Se a Nielsen Media Research aceitar a proposta que lhe foi endereçada pela Arbitron, será feita uma joint venture entre as duas empresas para oferecer um sistema de medição de audiências de rádio e de televisão. Se a Nielsen Media Research recusar esta proposta, a Arbitron avança sozinha com o serviço para o meio rádio.

Apesar destes acordos não comprometerem a Arbitron com uma data concreta para o lançamento do PPM, espera-se que a empresa apresente em Abril de 2006 os resultados dos testes que está a realizar em Houston, Texas e em 2007 possa cobrir mais seis novos mercados.

Recorde-se que o PPM é um novo tipo de audímetro que detecta sinais inaudíveis, embebidos na emissão dos canais, apresentando como principal vantagem o facto de poder medir as audiências de televisão e de rádio tanto dentro como fora de casa. Este sistema já foi testado em Portugal pela Marktest.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais