Partido Socialista volta a subir nas intenções de voto

Depois da quebra observada em Outubro, os dados do Barómetro Marktest/DN/TSF de Novembro mostram que o PS subiu nas intenções de voto dos portugueses.

Grupo Marktest,  28 novembro 2006

Os dados apresentados pelo Barómetro Político Marktest/DN/TSF do mês de Novembro, vêm mostrar o reforço da intenção de voto no PS dos portugueses residentes em Portugal Continental com mais de 18 anos, após a quebra registada no mês anterior.

De facto, no mês de Novembro o Partido Socialista (PS) consolida a liderança com 43.4% da intenção de voto. Relativamente ao Partido Social Democrata (PSD), o segundo colocado, a intenção de voto neste partido não foi além de 28.5%, o que representou uma quebra de 4% relativamente a Outubro.

A coligação do Partido Comunista e Partido os Verdes, CDU (PCP/PEV) mantém-se como o terceiro partido mais importante em termos de intenção de voto, com 10.3%. Também o Bloco de Esquerda, apesar da quebra de 15% relativamente a Outubro, mantém o quarto lugar, com 8.2% de intenção de voto.

Apesar de continuar em último, o Partido Popular chegou a 5.7% de intenção de voto (46% acima do valor de Outubro), sendo também a percentagem mais elevada desde Junho de 2006.

A evolução dos últimos doze meses tem sido a seguinte:

No gráfico abaixo observa-se a distribuição da intenção de voto por Região Marktest.

Ainda que o PS e o PSD ocupem respectivamente o primeiro e segundo lugar em praticamente todas as regiões, observa-se uma excepção no Interior Norte onde a intenção de voto no PSD é de 42.2% e no PS não vai além de 38.7%. A coligação CDU está em terceiro lugar na maioria das regiões; ainda assim, ela cede lugar ao Bloco de Esquerda na região da Grande Lisboa, e ao CDS-PP no Litoral Centro.

O Barómetro Marktest/DN/TSF é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais