Marktest.com lança análise sobre ciclo de vida dos consumidores
Conhecer o ciclo de vida dos consumidores permite conhecer hábitos e antecipar necessidades. Este foi o ponto de partida para a análise do ciclo de vida dos consumidores portugueses que agora se disponibiliza.
Grupo Marktest, 28 junho 2007

placeholder A análise da Marktest.com sobre o ciclo de vida dos consumidores pretende introduzir novas pistas na análise do consumidor português. O objectivo é o de classificar e caracterizar os indivíduos de acordo com o seu estádio no ciclo de vida, um trabalho que pretende fornecer ferramentas para o conhecimento dos hábitos de consumo e estilos de vida dos indivíduos bem como elementos que permitam antecipar as tendências de mercados chave.

De acordo com as Nações Unidas, o ciclo de vida pode ser definido como a "série de períodos importantes pelos quais passa uma pessoa, um grupo ou uma cultura durante a sua vida". Sendo um indicador essencialmente demográfico, que se relaciona muito com a idade dos indivíduos, ele é também um indicador social, já que remete para a forma como os indivíduos organizam a sua vida familiar.

Partimos assim de uma concepção dos indivíduos enquanto entidades dinâmicas, que percorrem determinados estádios ao longo da sua vida, assumindo que esses estádios "condicionam" os seus estilos de vida e a sua predisposição para o consumo. Esta concepção é particularmente útil para prever, por exemplo, o consumo de determinados produtos e antecipar estratégias de marketing e comunicação adequadas.

A tipologia criada pela Marktest.com foi realizada com base numa amostra de 10093 entrevistas, do estudo anual da Marktest, Consumidor 2006. Depois de várias análises da informação de base, foram criados 11 grupos de indivíduos, que constituem assim os 11 estádios do ciclo de vida do Consumidor português.

Algumas curiosidades que os dados desta análise revelam:

  • Os ninhos em construção (jovens casais sem filhos) são os mais "consumistas"
  • Os casados com filhos entre os 13 e os 17 anos são os que mais jogam em sorteios ou lotarias
  • A posse de 3 ou mais automóveis no lar é mais frequente nos lares com independentes jovens
  • A posse de televisão atinge o pleno junto dos outros casados e dos solteiros dependentes
  • Os casados com filhos até 6 anos são os que mais utilizam automóvel
  • Os casados com filhos dos 7 aos 12 anos são os que mais possuem acções
  • Os monoparentais são os que mais consomem creme para as mãos
  • Os ninhos vazios homens são os que mais se barbeiam com lâminas descartáveis
  • Os solteiros dependentes são os que mais usam gel para pentear
  • Os independentes com mais de 35 anos são os que mais bebem café

Consulte aqui o documento de apresentação desta análise, que pode ser adquirida aqui. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais