36% dos bancarizados recebe o salário por transferência bancária
De acordo com os resultados BASEF Banca, o número de indivíduos bancarizados que recebe o seu salário por transferência bancária tem vindo a aumentar.
Grupo Marktest, 6 setembro 2007

placeholderObservando os dados do Basef Banca da Marktest, verifica-se que a percentagem dos indivíduos bancarizados que diz receber o seu salário por transferência bancária tem vindo a aumentar, chegando ao quadrimestre móvel de Junho com 36.2%.

placeholder

Analisando por targets aqueles que recebem o seu salário por transferência bancária, observam-se algumas diferenciações. Os mais jovens (15 e 24 anos) são os que ficam mais aquém do valor médio, não indo além dos 23.4%. O mesmo se passa nos inquiridos com mais de 65 anos (2.4%).

Por classe social também é possível encontrar algumas diferenças. Na classe Alta/Média alta observa-se que a percentagem dos recebem o seu salário por transferência bancária ultrapassa bastante o valor médio (com 53.7%), verificando-se o mesmo na classe Média. Já nas classes Média Baixa e Baixa a esta percentagem não vai além dos 27.5%.

Já no target das profissões, os valores distanciam-se da média em todos aqueles que exercem alguma actividade, sendo a percentagem mais acentuada nos quadros médios e superiores (72.6%)

Os indivíduos das regiões da Grande Lisboa, Litoral Centro, Grande Porto e Litoral também registam valores superiores à média. Em sentido oposto é junto dos inquiridos das regiões do Sul e Interior Norte que se registam as percentagens mais baixas (33.8% e 29.3%, respectivamente).

placeholder

Esta análise foi realizada com base nos resultados do primeiro quadrimestre de 2007 do estudo Basef Banca da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais