Portas com pior imagem

Os dados do Barómetro Político Marktest de Julho mostram o líder do CDS-PP, Paulo Portas, como o líder político cuja actuação é mais negativamente classificada pelos portugueses.

Grupo Marktest,  29 julho 2008

De acordo com os dados apresentados pela Marktest no seu Barómetro Político, o Presidente da República, Cavaco Silva, viu o seu saldo de imagem descer pelo terceiro mês consecutivo, chegando a Julho com 34.4%, o valor mais baixo desde Maio de 2006.

Paulo Portas, líder do CDS-PP, foi o líder partidário com a pior avaliação, descendo de -18.8% em Junho para -25.3% em Julho, o que significa que os portugueses avaliaram maioritariamente de forma negativa a sua actuação.

Após três meses em que registou quebras sucessivas na avaliação da sua actuação, José Sócrates regista agora um aumento no seu saldo de imagem. Este índice é contudo negativo, de -24.0%.

Manuela Ferreira Leite assiste também a uma melhoria da avaliação da sua actuação, embora ainda registe um saldo de imagem negativo, de -3.0%.

Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã são novamente os únicos líderes partidários a apresentar um saldo de imagem positivo.

Jerónimo de Sousa, líder do PCP, obteve em Julho um saldo de imagem de 5.2%, o que significou um aumento face o mês anterior.

Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda, foi novamente o líder partidário com a imagem mais elevada, obtendo em Julho um saldo de imagem de 10.0%, embora baixando face ao valor apresentado no mês transacto.

O Barómetro Marktest é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. O saldo de imagem resulta da diferença entre as opiniões positivas e as negativas, ponderada pelo peso das respostas expressas.

Os resultados deste Barómetro estão disponíveis aqui.

Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais