Imagem do Primeiro-ministro com quebra acentuada

Os dados do Barómetro Político Marktest de Maio revelam uma descida acentuada na imagem de José Sócrates, que é agora o líder político com pior saldo de imagem.

Grupo Marktest,  5 junho 2008

De acordo com os dados do Barómetro Político da Marktest, José Sócrates, primeiro-Ministro e líder do PS, foi em Maio, dos líderes partidários com assento parlamentar, aquele que obteve o saldo de imagem mais baixo, com -25%, apresentando o pior resultado de sempre.

Para além da quebra de quase 11 pontos percentuais no saldo de imagem de José Sócrates, o Barómetro de Maio veio também revelar uma forte quebra nas intenções de voto no PS, bem como no índice de expectativa, que assumiu este mês o valor mais baixo de sempre.

A José Sócrates, seguiu-se Luís Filipe Menezes, à data líder demissionário do PSD, com um saldo de -19.8% e Paulo Portas, que, apesar da ligeira subida, não foi além de -17%.

Os únicos líderes partidários com um saldo de imagem positivo foram Francisco Louçã (Bloco de Esquerda) e Jerónimo de Sousa (PCP), revelando assim que os portugueses classificam maioritariamente de forma positiva as suas actuações.

Jerónimo de Sousa obteve a segunda melhor classificação, com um saldo de imagem de 7.1%, o que significou um aumento mensal de 16.1%.

Francisco Louçã obteve novamente o saldo de imagem mais elevado, com 12.7%, mais 13.8% do que o registado em Abril.

O Presidente da República, Cavaco Silva, apesar da quebra mensal de 8.7%, manteve-se como o político com melhor imagem, apresentado em Maio um saldo de 46.1%.

O Barómetro Marktest é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. O saldo de imagem resulta da diferença entre as opiniões positivas e as negativas, ponderada pelo peso das respostas expressas.

Os resultados deste Barómetro estão disponíveis aqui.

Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais