13 442 horas de programação nacional nas TVs
Uma análise dos dados do serviço Telereport da MediaMonitor mostra que entre Janeiro e Setembro de 2008 os quatro canais nacionais de sinal aberto emitiram mais de 13 mil horas de programas produzidos em Portugal.
Grupo Marktest, 25 novembro 2008

placeholder As televisões nacionais RTP1, RTP2, SIC e TVI ofereceram, entre Janeiro e Setembro de 2008, 21 894 horas de programação (exclui publicidade e espaços de autopromoção), repartidos por 53 951 programas com duração igual ou superior a 5 minutos.

Estes programas foram maioritariamente produzidos em Portugal. Neste período, estes canais emitiram mais de 13 mil horas de programas de produção nacional, um valor que corresponde a uma média superior a 11 horas diários por canal e a 61.4% da emissão televisiva do período.

placeholder

A produção nacional foi mais relevante para a TVI, onde representou 73.3% da oferta programática do canal no período em análise. Pelo contrário, na RTP2 teve menor peso, representando 43.3% da emissão da estação.

placeholder

Em termos de audiência, a produção nacional representou quase três quartos do consumo televisivo do período (72.9%), o que significa que, em cada quatro minutos vistos, quase três foram de programas produzidos em Portugal.

placeholder

Esta preferência pelos programas de produção nacional foi comum a todos os canais, excepto na RTP2. Foi mais expressiva na TVI, onde representou 83.7% do consumo do canal, e na RTP1, onde representou 83.3% do consumo do canal, contrariamente à RTP2, onde representou 34.3% do consumo. Na SIC, os programas produzidos em Portugal representaram 60.1% do consumo total do canal no período em análise.

placeholder

A produção nacional obteve assim um rácio positivo entre a oferta dos canais e a procura do público, com esta a superar aquela em 19%. Esta relação foi mais favorável na TV e na RTP1, onde a procura do público superou em 14% a oferta de formatos nacionais. Na SIC a procura destes formatos igualou a oferta e na RTP2 o peso da produção nacional na audiência do canal ficou aquém da oferta do canal (ficou 21% abaixo da oferta).

Mas os programas produzidos no Brasil foram os que obtiveram melhor relação entre a oferta dos canais e o consumo do público, pois eles representaram 5.1% da oferta e 8.3% da procura, o que significa que esta esteve 63% acima daquela.

Esta análise foi realizada com base em dados da Marktest Audimetria e da MediaMonitor, através da Markdata Media Workstation (MMW)/Telereport. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais