Produção nacional atrai mais de metade da audiência de Tv

Uma análise dos dados do serviço Telereport da MediaMonitor evidencia que, no primeiro quadrimestre do ano, em cada oito minutos passados a ver televisão, 5 foram relativos a programas portugueses.

Grupo Marktest,  21 junho 2007

As televisões nacionais RTP1, RTP2, SIC e TVI ofereceram, entre Janeiro e Abril de 2007, 11 520 horas de programação, sendo 5 574 horas de programas produzidos em Portugal. Este valor corresponde a uma média superior a 11 horas e 30 minutos diários por canal e a 48.4% da emissão televisiva desse período.

A produção nacional foi mais relevante na RTP1, onde representou 57.1% da oferta programática do canal no período em análise. Pelo contrário, na SIC, embora maioritária, teve menor peso, representando 37.4% da emissão da estação.

Em termos de audiência, a produção nacional representou quase dois terços do consumo televisivo do período (62.5%), o que significa que, em cada oito minutos vistos, cinco foram de programas produzidos em Portugal.

Esta preferência pelos programas de produção nacional foi comum a todos os canais, embora mais expressiva na RTP1, onde representou 71.8% do consumo, e menos expressiva na SIC, onde representou 47.6% do consumo.

Os programas de origem brasileira foram, pelo seu lado, os que registaram melhor relação entre a oferta que os canais lhes deram e a procura do público. Representaram 3.4% do tempo de emissão destes canais e 6.6% da sua audiência, o que significa que, em termos relativos, esta esteve 94% acima daquela.

Uma análise cruzada entre tipo de programa e país de produção mostra ainda que os programas de informação produzidos em Portugal, tal como os programas de divertimento de produção nacional, foram os mais relevantes no período, pois ambos representaram 13.8% da oferta destes canais. A ficção produzida nos Estados Unidos representou 10.4% da oferta e a ficção nacional 8.7%. Se a estes quatro tipos de programas juntarmos a oferta de publicidade, temos mais de metade do tempo que os canais ofereceram ao público nestes primeiros quatro meses do ano (56.7%).

Quanto à procura, mais de metade da audiência do quadrimestre (56.3%) concentrou-se em três tipos de programas, todos de produção nacional: informação, que representou mais de um quinto da procura (22.6%), divertimento (17.4%) e ficção (16.4%).

Esta análise foi realizada com base em dados da Marktest Audimetria e da MediaMonitor, através do e-telereport.com e da Markdata Media Workstation (MMW). Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Esta análise foi corrigida no dia 13 de Agosto de 2007.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais