Ficção com mais audiência

Grupo Marktest,  2 fevereiro 2006

Em 2005 os programas de ficção foram os mais vistos, de acordo com os dados da MediaMonitor.

As televisões nacionais RTP1, 2:, SIC e TVI ofereceram, ao longo de 2005, mais de 8400 horas de programas de ficção, um valor que corresponde a uma média de 5 horas e 46 minutos diários por canal e a 24.1% da emissão televisiva desse período.

Estes programas foram os que registaram a melhor relação entre a "oferta" que estes canais lhes deram e a "procura" do público, pois, do total de minutos visionados pelos portugueses durante o ano, 32.0% foram dedicados a programas de ficção. A quota de audiência dos programas de ficção esteve assim 33% acima da sua quota de emissão.

Na estrutura da programação destes canais, os programas de informação constituem o segundo tipo de programa mais frequente, representando 17.3% da emissão em 2005. Eles constituem também o segundo tipo de programa com mais audiência. Do total de minutos visionados em 2005, 22.3% foi relativo a programas de informação.

Os programas de divertimento são o terceiro tipo mais frequente nas televisões, representando 15.7% da oferta e 19.7% da procura.

No conjunto, os programas de ficção, informação e divertimento representaram 57.0% da oferta destes canais e 73.9% da sua audiência total.

Relativamente a 2004, observou-se maior aumento na oferta de programas de arte e cultura (embora apenas representem 0.3% das grelhas), com mais 23.8% em 2005, de cultura geral e conhecimento, com mais 11.8% e de juventude, com mais 16.8%. Pelo contrário, a maior quebra foi registada na oferta de espaço publicitário, com menos 20.9% em 2005, seguida dos programas desportivos, que também baixaram 9.8%.

Quanto à estrutura da audiência, também se observou maior consumo de programas de arte e cultura, com mais 36.7%, de cultura geral e conhecimento, com mais 10.5% e de juventude, com mais 17.2%, tendo sido nos programas desportivos que se registou a maior quebra de consumo televisivo, menos 30.5%, o que certamente reflecte a importância que o Euro 2004 teve nas audiências de televisão desse ano.

Em 2005, para além dos programas de ficção, também os de desporto, divertimento e informação registam uma relação positiva (dada pelos valores superiores a 100% do índice Alpha) entre a emissão e a recepção.

Esta análise foi realizada para o período compreendido entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2005, tendo sido utilizado o software MMW/Telereport da MediaMonitor. Contacte-nos se pretende mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais