Maioria faz separação de lixo para reciclagem

Segundo os dados do estudo Consumidor 2005 da Marktest, a maioria dos portugueses faz, em suas casas, separação de lixo para reciclagem.

Grupo Marktest,  25 julho 2006

O Consumidor contabiliza 5696 mil indivíduos que dizem fazer em suas casas separação de lixo para reciclagem.

Este número representa 68.5% dos residentes no Continente com 15 e mais anos, o que significa que esta separação é feita em mais de metade dos lares do Continente.

Este hábito parece genearalizado à maioria dos indivíduos, sendo no entanto ao nível das classes sociais que se encontram as maiores diferenças.

Tal como se observa no gráfico, os valores não apresentam uma oscilação muito marcada entre a população inquirida, variando entre os 56.6% junto dos indivíduos entre os 15 e os 17 anos e os 80.6% junto dos quadros médios e superiores.

Por idades, são os indivíduos entre os 35 e os 54 anos os que mais dizem fazer separação de lixo em casa, acima de 74%. Entre as regiões, os mais adeptos deste hábito são os residentes na Grande Lisboa, 76.7%, ao contrário dos residentes no Interior Norte, que apresentam o valor mais baixo, 56.8%.

Entre as ocupações são, como vimos, os quadros médios e superiores que registam a maior taxa, 80.2%, sendo os inactivos (reformados, estudantes e domésticas) os que respondem em menor número, rondando os 63%.

É, pois, entre as classes sociais que maiores diferenças são encontradas, já que 79.6% dos indivíduos das classes sociais alta e média alta afirmam separar lixo para reciclagem em suas casas, um valor que baixa para os 61.2% junto dos indivíduos da classe social baixa.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais