Popularidade de Cavaco aumenta

De acordo com os dados do Barómetro Marktest/DN/TSF, o Presidente da República viu o seu índice de imagem duplicar entre Junho e Julho de 2006, mantendo-se como a figura de Estado com melhor avaliação.

Grupo Marktest,  3 agosto 2006

O Presidente da República, Cavaco Silva é o político português com melhor imagem, segundo os resultados de Julho do Barómetro Marktest/DN/TSF. Com um saldo de imagem de 42.3%, duplicando face ao mês anterior, vê a sua actuação avaliada de forma amplamente positiva pelos residentes no Continente com 18 e mais anos.

Jaime Gama, Presidente da Assembleia da República, obteve um saldo de 13.4%, o que significa que a sua actuação também é avaliada de forma globalmente positiva pelos inquiridos neste Barómetro.

José Sócrates, Primeiro-Ministro e líder do PS é, entre os líderes partidários com assento parlamentar, o que obteve o melhor saldo de imagem, de 12.1%.

Em segundo lugar ficou Jerónimo de Sousa, líder do PCP, com um saldo de 6.7%, seguido de Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda, que obteve um saldo de 4.6%.

Com avaliação negativa, ficaram os líderes do PSD e CDS-PP, respectivamente com um saldo de -8.5% e -18.6%.

Analisando os resultados de avaliação da actuação dos líderes partidários com assento parlamentar, tendo em conta o sexo e a intenção de voto nas eleições Legislativas, observam-se algumas diferenças neste índice, quando comparado com os resultados gerais. Pela análise do gráfico, constatamos que a intenção de voto é a variável que maiores diferenciações apresenta na avaliação destas personalidades.

José Sócrates é o que obtém melhor avaliação por parte dos eleitores com intenção de voto PS (com um saldo de 64.4%). Já entre os eleitores com intenção de voto PSD, é Marques Mendes aquele que obtém melhor saldo (35.8%). Este último é, aliás, o único líder partidário a obter avaliação positiva destes eleitores.

O Primeiro-Ministro é também aquele que obtém melhores resultados junto dos inquiridos do sexo masculino, com um saldo de 20.5%.

O líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, recolhe uma avaliação de -27.9% entre os eleitores PSD, o saldo mais baixo atribuído por este grupo de inquiridos.

Jerónimo de Sousa, pelo seu lado, obtém uma avaliação positiva tanto entre os inquiridos do sexo masculino, como entre os do sexo feminino (com um saldo de 13% e 1.7%, respectivamente). Também entre os inquiridos que tencionam votar PS, o seu saldo de imagem é positivo, de 14.3%. Só entre os que tencionam votar PSD é que o líder do PCP não alcança um valor superior a -20.8%.

Já Ribeiro e Castro não recolhe avaliação positiva em nenhum dos grupos anteriormente referidos: o seu saldo de imagem é de -36.5 % entre os eleitores cuja intenção de voto é PS e de -5.8% entre os eleitores cuja intenção de voto é PSD. Para além disso, a avaliação da sua actuação é negativa tanto junto dos homens como das mulheres (-25.1% e -13.6%, respectivamente).

O saldo de imagem é obtido através do Barómetro Marktest/DN/TSF, que é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. Este saldo resulta da diferença entre as opiniões que classificam positivamente a actuação do líder e as que a classificam negativamente, ponderada pelo peso das respostas expressas. Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais