Um milhão de portugueses fazem férias no estrangeiro

Segundo os dados do estudo Consumidor 2005 da Marktest, são um milhão os portugueses que afirmam ter feito férias no estrangeiro.

Grupo Marktest,  16 agosto 2006

Em 2005, o Consumidor contabiliza 1 053 mil indivíduos que dizem que no último ano fizeram férias no estrangeiro, um número que representa 12.7% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

A classe social e a ocupação dos indivíduos são as variáveis que mais influenciam esta preferência do estrangeiro como destino de férias. Entre os quadros médios e superiores, este hábito chega aos 34.8%, contrariamente aos 4.6% observados entre os trabalhadores não qualificados. Também nas classe ssociais alta e média alta a taxa é elevada, de 29.1%, face aos 6.1% da classe baixa.

Os residentes nas regiões da Grande Lisboa e do Grande Porto, os estudantes e os empregados do comércio, serviços e administrativos também observam valores acima da média.

A análise por sexo e por idade é a que revela menores diferenças quanto a este hábito, embora sejam os indivíduos entre os 18 e os 44 anos os que mais dizem escolher o estrangeiro como destino de férias.

Uma análise do perfil dos portugueses que afirmam fazer férias no estrangeiro mostra ainda que 44.3% deles residem nas regiões da Grande Lisboa ou do Grande Porto, 51.9% são do sexo masculino, 42.8% têm entre 25 e 44 anos, 67.5% pertencem às classes sociais alta, média alta e média e 59.4% são reformados ou estudantes ou exercem ocupações como quadros médios e superiores.

Esta análise foi realizada com base nos resultados do estudo Consumidor da Marktest. Contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais