Imagem de Cavaco volta a subir

Os dados de Janeiro do Barómetro Político Marktest mostram que o saldo de imagem do Presidente da República, Cavaco Silva, voltou a subir.

Grupo Marktest,  5 fevereiro 2009

De acordo com os dados apresentados pela Marktest no seu Barómetro Político, o Presidente da República, Cavaco Silva, viu o seu saldo de imagem subir, contrariando a tendência de queda que vinha protagonizando. Chega a Janeiro com 39.1%, mais 10.7 pontos percentuais do que em Novembro (última recolha efectuada), a maior subida entre as personalidades em análise. Este resultado mostra que os residentes no Continente com 18 e mais anos classificam, na sua maioria, de forma positiva a actuação do Presidente e que esse número subiu nos últimos meses, visto que atinge o valor mais elevado desde Maio de 2008.

Francisco Louçã mantém-se como o líder partidário a apresentar o saldo de imagem mais positivo, com 12.2% em Janeiro, embora baixando um ponto percentual face a Novembro.

Jerónimo de Sousa também se mantém em terreno positivo, com um saldo de imagem de 5.0%, mais 1.5 pontos percentuais do que em Novembro.

Paulo Portas viu o seu saldo de imagem voltar a aumentar 2.5 pontos percentuais para os -12.2%, o que lhe dá a melhor classificação entre os líderes com saldo negativo.

José Sócrates, também em terreno negativo, subiu 0.2 pontos face ao período anterior, chegando a Janeiro com um saldo de imagem de -17.7%.

Manuela Ferreira Leite continua em baixa, com o seu saldo de imagem a regredir 1.2 pontos face a Novembro. Mantém-se como a líder com pior saldo de imagem, de -35.1% em Janeiro, o que corresponde ao valor mais baixo obtido por um político nos últimos dois anos.

No gráfico evolutivo são especialmente visíveis as quebras de popularidade de Cavaco Silva (contrariada neste mês de Janeiro) e de Manuela Ferreira Leite. Com efeito, o Presidente da República protagonizava desde Maio uma tendência de quebra do seu saldo de imagem, que parece ter sido invertida no início do novo ano, ao passo que a líder do PSD observa desde Julho de 2008 (o segundo mês em que a sua actuação foi avaliada neste Barómetro) esta mesma tendência, especialmente acentuada até Novembro. José Sócrates, pelo seu lado, apresenta desde Julho de 2007 um saldo de imagem negativo, enquanto Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã se distinguem dos restantes por estarem em terreno positivo na maior parte do período em análise.

O Barómetro Político Marktest é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. O saldo de imagem resulta da diferença entre as opiniões positivas e as negativas, ponderada pelo peso das respostas expressas.

Os resultados deste Barómetro estão disponíveis aqui.

Consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais