Tvs com menos auto-promoção

Os resultados do primeiro semestre de 2003, quando comparados com igual período do ano transacto, mostram como a auto-promoção está menos tempo nos écrãs de televisão.

A auto-promoção dos canais de TV, apesar de menos frequente no primeiro semestre de 2003 face ao período homólogo de 2002, preenche ainda mais de 30% do espaço publicitário dos canais auditados pela MediaMonitor (RTP1, RTP2, SIC, TVI, GNT, Panda, SIC Notícias e SIC Radical). Do total da duração publicitária, 30.6% é preenchida pela auto-promoção das estações. Este peso decresce, no entanto, 6.6% face ao primeiro semestre de 2002.

Em número de inserções, são mais de um terço as dedicadas à auto-promoção (33.6% do total), mas também em decréscimo face ao semestre homólogo, quando representavam 38.6% do total.

O peso da auto-promoção é especialmente elevado nos canais cabo e chega a atingir os 86.9% do total de inserções do Panda e os 84.1% da duração publicitária deste canal. A Sic Notícias é o canal cabo onde o peso da auto-promoção é menor, situando-se em 29.6% do total das inserções publicitárias do canal e em 46.9% da duração total da sua publicidade.

Em todos os canais se regista diminuição do peso da auto-promoção entre os dois semestres analisados (tanto em número de inserções como em duração). Excepção para a RTP1, que regista crescimento das inserções e duração da auto-promoção (mais 18.6% e 7.2%, respectivamente), bem como aumento do peso que têm na sua oferta publicitária (mais 11.6% e 8.7%, respectivamente).

Pelo contrário, a SIC é o canal que mais vê diminuir o número e a duração total da auto-promoção na sua oferta de espaço publicitário, bem como aquele que assiste a uma maior quebra do peso que ela tem no conjunto das suas inserções e duração da publicidade.

Os gráficos sintetizam estas observações.

Esta análise foi realizada pela Marktest.com com base em informação da MediaMonitor para o primeiro semestre de 2002 e de 2003.



Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais