Sócrates com avaliação negativa
Grupo Marktest,  9 agosto 2005

placeholderO Barómetro Marktest/DN/TSF de Julho trouxe uma quebra generalizada no que se refere à avaliação da actuação dos políticos e ao saldo de imagem correspondente (diferença entre as opiniões que classificam positivamente a sua actuação e aquelas que a classificam de forma negativa).

Os únicos líderes partidários com assento parlamentar que obtiveram um saldo de imagem positivo foram Jerónimo de Sousa, líder do PCP, com 21.3% e Francisco Louçã, líder do Bloco de Esquerda, com 23.8%. Ainda assim, estes valores corresponderam, respectivamente, a um decréscimo de 38.5% e 9.8% relativamente ao saldo apresentado em Junho. Francisco Louçã foi em Julho o líder partidário com o saldo de imagem mais elevado.

A maior quebra neste indicador foi registada com Marques Mendes, que obteve em Julho um saldo de -21.9%, um valor quase cinco vezes abaixo do registado no mês anterior.

A segunda maior quebra registou-se com Ribeiro e Castro, líder do CDS-PP, chegando a Julho com um saldo de imagem de -35.7%, o valor mais baixo de todos os líderes partidários.

É ainda de salientar o valor obtido por José Sócrates, Primeiro-Ministro e líder do Partido Socialista. Pela primeira vez desde a sua tomada de posse como Primeiro Ministro, o líder do PS atingiu um saldo de imagem negativo, de -5.9%.

placeholder

O Barómetro Marktest/DN/TSF é realizado regularmente junto dos residentes no Continente com 18 e mais anos. Para mais informações consulte a Ficha Metodológica deste Barómetro ou contacte-nos para mais informações sobre este assunto.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais
  • MRMW APAC 2022

    Evento dedicado ao Market Research.

    6 a 7 de julho de 2022

    Merlien Institute

    Singapura

  • CIAIQ2022

    11º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa

    12 a 15 de julho de 2022

    Ludomedia

    Faculdade de Ciências da Educação da Universidade da Corunha; Espanha