Estudos telefónicos
Grupo Marktest, 22 julho 2004

De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos, e apesar do decréscimo da taxa de resposta, a validade dos estudos telefónicos continua assegurada.

Na revista da Esomar deste mês de Julho é apresentado um curioso estudo sobre a taxa de resposta a inquéritos telefónicos realizado nos EUA pelo Pew Research Center.Neste estudo comparam-se valores de taxa de resposta nos anos de 1997 e 2003.

placeholder

Olhando para este quadro torna-se fácil concluir que a taxa de resposta aos estudos telefónicos diminuiu significativamente nos últimos anos.

Mas o estudo conclui ainda que a representatividade das amostras mesmo com estas taxas de resposta é extremamente rigorosa. Foram feitas comparações entre os valores dos censos e dos estudos telefónicos e os resultados apontam para essa conclusão. E a representatividade continua a ser garantida mesmo nos casos em que apenas são feitos 1 ou 2 contactos. De facto, estes entrevistados revelam um comportamento em tudo semelhante ao da população recenseada, o que permite garantir a sua representatividade.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais