General Electric: a mais respeitada
Grupo Marktest,  9 dezembro 2004

placeholder De acordo com uma análise da PricewaterhouseCoopers, a General Electric é a empresa mais respeitada pelos homens de negócio de todo o mundo.

O estudo da PricewaterhouseCoopers, realizado em parceria com o Financial Times, vai já na sua sétima edição e pela sétima vez consecutiva é a General Electric que se posiciona no primeiro lugar do ranking como a empresa mais respeitada pelos CEO inquiridos pela consultora.

Nove das dez empresas mais respeitadas são norte-americanas. A única excepção vai para a Toyota (Japão), que ocupa a terceira posição.

O segundo lugar é da Microsoft, cujo líder foi ainda considerado por esta pesquisa como o líder empresarial mais respeitado. A IBM, Coca-Cola, Dell, Wall-Mart, Citigroup, Procter & Gamble e Hewlett-Packard constituem as outras empresas do grupo das dez mais respeitadas.

Nos gestores mais respeitados, depois de Bill Gates, que lidera, surge Jack Welch (anteriormente da General Electric) e Carlos Ghosn da Nissan.

placeholder placeholder

No ranking por países relativo a Portugal, a Portugal Telecom surge no lugar de topo, seguida pela Sonae, Delta Cafés, Seara.com, Millennium BCP e Galp Energia e Jerónimo Martins (estas duas em sexto lugar, ex aequo).

placeholder

Pela primeira vez este ano, a empresa inquiriu os CEO sobre que personalidade actual ou da história levariam para os corpos gerentes das suas empresas - e entre as respostas encontramos nomes como os de Winston Churchill, Jesus Cristo, Napoleão Bonaparte, Albert Einstein, Júlio César, Leonardo Da Vinci e John F. Kennedy. No topo da lista de qualidades destas personalidades mais admiradas pelos CEO estão a visão, inovação, liderança, carisma e génio pioneiro.

Também pela primeira vez este ano, a consultora questionou os CEO sobre quais as companhias mais inovadoras. E, no topo, da lista surge a Microsoft, acompanhada pela Sony Ericsson, Toyota, Dell, IBM, General Electric, 3M, Nokia, Apple e Hewlett-Packard.

O recolha de informação deste estudo da PricewaterhouseCoopers decorreu entre Agosto e Outubro de 2004 junto de mais de 1000 CEOs de 25 países. A técnica de recolha utilizada foi principalmente a entrevista telefónica, mas em alguns casos foram realizados inquéritos de auto-preenchimento e entrevistas presenciais. Os resultados obtidos foram ponderados pelo PIB do país dos inquiridos.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais