O audiovisual na Europa

Grupo Marktest,  21 dezembro 2004

Entre os membros do Observatório Europeu de Audiovisual a percentagem de posse de televisores a cores no lar é, para quase todos, superior a 90%. Num total de 33 países, as excepções ocorrem na Bulgária (87.7%), Roménia (72.4%) e Hungria (65.6%). Portugal encontra-se na 12ª posição com 95.6%.

No que respeita à posse de 2 televisores no lar, Portugal destaca-se com a maior percentagem (70.6%), seguido do Chipre com 67% (que é também o país com maior percentagem de posse de televisor a cores: 100%), da Grã-Bretanha (61.8%) e da Espanha (61%).

Em termos de posse de televisão por Cabo, as posições dos países alteram-se: a Bélgica (especificamente a região da Flandres) lidera este ranking com 94.6%, seguida dos Países Baixos, com 91%. Em terceiro lugar reaparece a Bélgica (desta feita, a região de Bruxelas) com 88.9%. Portugal está em 18º lugar com 42.3%.

A percentagem de posse de vídeo é liderada pela Grã-Bretanha (com 82.8%), seguida dos Países Baixos (79.7%). Em terceiro, com menos 0.2 pontos percentuais ficou a Dinamarca, seguida da Suécia e da Irlanda (com 79.2% e 79%, respectivamente). Portugal não vai além do 27º lugar, com 60.1%.

Analisando a posse de DVD no lar, observa-se que as percentagens são manifestamente inferiores, quando comparadas com outros equipamentos de televisão no lar. A percentagem mais elevada observa-se na Dinamarca e não vai além dos 47.1%. Em Portugal a posse de DVD no lar é de 27.4%, colocando o nosso país em 16º.

Os dados analisados referem-se à percentagem de equipamentos de televisão no lar, entre os membros do Observatório Europeu de Audiovisual. Estes dados estão disponibilizados no "Yearbook 2004", da responsabilidade deste Observatório. Para mais informações consulte o site: http://www.obs.coe.int.

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais