Mais de metade dos médicos Portugueses rendidos à Internet

Segundo o Estudo de Audiência da Imprensa Médica da NOVADIR, mais de metade dos médicos que praticam Clinica Geral e Medicina Familiar "navega" regularmente na Internet.

Novadir,  8 junho 2006

São 58% os médicos que praticam Clinica Geral e Medicina Familiar que utilizam regularmente a internet e, destes, 47% fazem-no todos os dias. O acesso é habitualmente realizado a partir de casa, sendo o ADSL o principal tipo de acesso contratado.

Quanto à finalidade da utilização da Internet por parte dos médicos, destacam-se questões profissionais (89%), académicas (64%) e de formação pessoal (63%). Medicina, Ciência e Noticias são os principais temas de interesse.

24% dos médicos referem que lêem jornais ou revistas de informação geral na Internet, sendo o Público online o mais consultado e 20% lêem jornais ou revistas ligados à área médica, e aqui o destaque é para o British Medical Journal e a Jama.

Quem mais utiliza o serviço de Internet são os médicos com menos de 20 anos de prática clínica.

Estas e outras conclusões resultam da 1ª Vaga de 2006 do Estudo de Audiência da Imprensa Médica, da NOVADIR, disponibilizada este mês de Maio, em que os Médicos de Clínica Geral e Medicina Familiar foram convidados a falar sobre os seus hábitos de leitura de Imprensa Médica.





Ficha Técnica:

Estudo regular realizado pela NOVADIR, junto de uma amostra aleatória de 303 médicos que praticam Clínica Geral e Medicina Familiar em Portugal Continental e Ilhas (para um intervalo de confiança de 95% o nível de erro para o total da amostra é de ± 5,5 pp). A selecção dos médicos foi aleatória a partir da base de dados médica da NOVADIR, realizada para os locais de trabalho (Centros de Saúde, Hospitais e Consultórios). A informação foi recolhida por entrevista telefónica através do método de CATI, durante Março e Abril de 2006.

Arquivo de notícias

Em Agenda ver mais