3,8 milhões de utilizadores de Internet

Os dados do Bareme Internet da Marktest contabilizam, no Continente, 3,8 milhões de utilizadores de internet. O número cresceu mais de oito vezes na última década.

Grupo Marktest,  5 julho 2007

Os dados recentemente divulgados na 1ª vaga de 2007 do Bareme Internet, o estudo de base do Netpanel meter, contabilizam 3 839 mil indivíduos que costumam utilizar a internet. Este valor representa 46.2% do universo composto pelos residentes no Continente com 15 e mais anos.

A análise deste indicador ao longo da última década evidencia o elevado crescimento que tem registado entre nós, ao aumentar mais de oito vezes no período em análise. Os 5.6% de indivíduos que em 1997 acediam à internet passaram em 2007 para 46.2% - mais 725% do que então.

Neste período, o ritmo de crescimento da penetração da internet no nosso país situou-se nos 27.8% ao ano. Naturalmente, à medida que aumenta o número de utilizadores de internet, também diminui a sua taxa de crescimento anual, tendo sido de 2006 para 2007 que se observou um ritmo de crescimento mais baixo, de 9%.

Na análise por targets, vemos que a ocupação é a variável mais discriminante, pois é a que revela mais diferenças de comportamento entre os indivíduos. Os valores oscilam entre os 95.9% dos estudantes e os 3.7% das domésticas.

A idade é a segunda variável com maiores discrepâncias de comportamento, com 95.6% dos jovens entre os 15 e os 24 anos a não dispensarem a internet, um valor muito acima dos 3.7% de idosos que também navegam.

A classe social apresenta igualmente uma dispersão assinalável, com os valores a oscilar entre os 96.2% de utilizadores na classe alta e os 17.0% na classe baixa.

Os dois sexos também apresentam diferenças: 56.0% dos homens acede à internet, ao passo que esse valor baixa para 46.2% junto das mulheres.

Entre as regiões é onde encontramos menor heterogeneidade, embora os residentes na Grande Lisboa e no Grande Porto apresentem taxas superiores de utilização de internet: 56.8% e 53.9%, respectivamente, o que significa que a maioria dos residentes nas duas regiões mais populosas do país já está online.

A análise realizada teve como base os resultados da primeira vaga de 2007 do estudo Bareme Internet da Marktest. Este estudo analisa o universo constituído pelos residentes no Continente com 15 e mais anos. Contacte-nos se deseja adquirir este estudo ou se pretende mais informações sobre o assunto.

Esta análise foi corrigida no dia 21 de Setembro de 2007.

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais

Em Agenda ver mais