O mercado farmacêutico em Portugal
Grupo Marktest,  11 novembro 2004

placeholderO mercado farmacêutico português apresenta em Setembro de 2004 um valor de 2,2 mil milhões de euros só no denominado mercado ético, segundo elementos da IMS Health.

De acordo com os dados da IMS Health relativos a Setembro de 2004, as vendas do mercado ético (medicamentos sujeitos a receita médica) ultrapassaram as 254 milhões de unidades (embalagens), números que representam um acréscimo de 9% relativamente ao período homólogo do ano anterior.

Nas vendas em volume, a liderança é dos analgésicos não narcóticos anti piréticos, que, com 21,6 milhões de unidades vendidas, representam 8.5% do total, tendo crescido 6% relativamente a Setembro de 2003.

Quanto às vendas em valor, elas estiveram perto dos 2,2 mil milhões de euros, mais 21% do que no mesmo período de 2003. Os anti-inflamatórios/reumáticos não esteróides são a classe terapêutica de maior dimensão, responsável por vendas na ordem dos 140 milhões de euros neste período, mais 11.8% do que em Setembro do ano transacto. Este montante representa 6.5% do total do mercado ético.

No mercado dos genéricos, a IMS Health avalia vendas na ordem das 11,2 milhões de unidades, mais 89% do que no mesmo mês de 2003. Em volume, os genéricos mais vendidos pertencem à classe terapêutica dos anti-ulcerosos, que, com 1,5 milhões de unidades vendidas, representa 13.4% deste mercado, tendo evidenciado um crescimento de 12.1% relativamente a Setembro do ano transacto.

O mercado dos genéricos apresentou em Setembro vendas superiores a 161 milhões de euros, duplicando relativamente ao mês homólogo de 2003 (mais 104%). Neste mercado, os anti-ulcerosos são os mais vendidos também em valor, representando 28.2% do total do mercado e evidenciando um crescimento de 22.9% relativamente ao mesmo mês do ano passado.

Finalmente, o mercado dos OTC (produtos não sujeitos a receita médica), registou vendas de 60,5 milhões de unidades em Setembro, tendo crescido 3.1% relativamente a Setembro de 2003. Neste segmento, foram os medicamentos de alívio das dores os mais vendidos, com perto de 19 milhões de unidades, 31.1% do total, com um crescimento de 4.2% relativamente ao ano transacto.

Nas vendas em valor dos OTC, a IMS Health indica um montante de 179 milhões de euros, mais 10% do que em 2003. Os produtos para a tosse e constipação foram os mais vendidos, num total perto de 35 milhões de euros, o que representa 19.3% do mercado total, tendo tido um crescimento de 14.7% relativamente a Setembro de 2003.

placeholder

Agradecemos a colaboração da IMS Health, que gentilmente forneceu a informação aqui apresentada.

Notícias da mesma semana

Arquivo de notícias

Clipping

ver mais
Em Agenda ver mais